Barack Obama cutuca Trump e abraça o mundo em playlist classuda e de bom gosto

Barack Obama e Michele têm a melhor playlist e podemos provar (Foto:Pete Marovich-Pool/Getty Images)

Por Thiago Ney

O verão no hemisfério norte vai dar lugar ao outono em 21 de setembro, e Barack Obama divulgou no último sábado (24) uma playlist com as músicas que está ouvindo nesta que é a época mais quente do ano.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

A seleção de músicas é um espelho do que foi a presidência Obama: inclusiva, pop, sem radicalismos, antenada com o mundo jovem, mas sem deixar de lado o tradicional e consagrado.

Leia também

O marido da Michelle (e pai da Malia e da Sasha) colocou 44 faixas na playlist. São músicas que convidam o ouvinte a um passeio pela história da música popular norte-americana, de Ella Fitzgerald e Frank Sinatra a Drake e Lizzo.

No discurso de posse, num já distante janeiro de 2009, Obama citava a crise econômica pela qual passava os EUA (e boa parte do mundo), reconhecia que teria pela frente muitos e sérios desafios, mas que eles seriam superados; a esperança, dizia, venceria o medo.

Era um discurso que pedia a união de todos, independentemente de raça, gênero ou religião. A playlist é igualmente realista (em relação ao que é o pop atual) e convidativa a diferentes perfis e gostos.

Enquanto Donald Trump empreende uma política nacionalista, briga para levantar um muro na fronteira com o México e defende a prisão dos imigrantes (inclusive crianças) latinos que tentam entrar nos EUA, Obama curte o verão ouvindo 'Con Altura’, da espanhola Rosalía com o colombiano J. Balvin, e 'Señorita’, de Shawn Mendes e Camila Cabello.

Obama ainda deu uma cutucada no sucessor ao incluir faixas de artistas que reclamaram publicamente de ter tido músicas tocadas por Trump em comícios, como Rihanna e Rolling Stones. A playlist é um abraço de Obama ao mundo. Para quem curte rock clássico, em ‘Reelin' in the Year’s', do Steely Dan, e 'Happy', dos Stones. Black music das antigas? 'Doo-Wop (That Thing)’, da Lauryn Hill. Claro que Obama não iria esquecer da "era de ouro" do rap. Tem ali ‘Can I Kick It?’, da Tribe Called Quest.

O mais pop dos presidentes norte-americanos não é um tiozão

Barack Obama está com 58 anos, quase um idoso. Mas o mais pop dos presidentes norte-americanos não é um tiozão que só olha para o passado. Ele sabe o que está rolando de quente na música, tanto que sua playlist tem 'Juice', da Lizzo, 'Go Gina', da SZA, 'Too Good', parceria entre o Drake e a Rihanna.

Primeiro presidente negro dos EUA, Obama também abre espaço na playlist para artistas brancos, como a cantora Sharon Van Etten, com a faixa 'Seventeen’, e a banda Black Keys, que aparece com 'Go’. E, como bom romântico, Obama incluiu na lista baladas de cortar o coração, como 'I've Got You Under My Skin', do Sinatra, 'Who's Loving You', de Terence Trent D'Arby, e ‘I Love You More than You'll Ever Know', de Donny Hathaway.

É uma playlist classuda, de alguém que tem personalidade, bom gosto e, (que saudade disso) bom senso. Como Barack Obama.