Balanço de confrontos no sul do Iraque sobe para seis mortos

·1 minuto de leitura
Confrontos na cidade iraquiana de Nasiriyah deixaram seis mortos

O balanço dos confrontos de sexta-feira entre manifestantes rivais em Nasiriyah, cidade do sul do Iraque, subiu para seis mortos, informaram fontes médicas à AFP.

A violência explodiu entre manifestantes contrários ao governo e partidários do clérigo xiita Moqtada Sadr, que havia convocado seus seguidores para uma demonstração de força.

Em Nasiriyah, cenário histórico das revoltas no Iraque desde a época do mandato britânico, os militantes antigovernamentais acusaram os 'sadristas' de usar armas de fogo e incendiar suas barracas.

Os confrontos prosseguiram durante a noite e os médicos anunciaram neste sábado um balanço de seis mortos - dois a mais que o anterior -, cinco deles atingidos por tiros, e pelo menos 60 feridos.

As autoridades destituíram o comandante de polícia da cidade, iniciaram uma investigação sobre os confrontos e decretaram um toque de recolher noturno em Nasiriyah.

Outras cidades adotaram medidas de segurança, especialmente em Kut e Amara, mais ao norte, com a imposição de restrições ao trânsito.

Nasiriyah teve um papel de destaque durante a revolta iniciada no Iraque em outubro de 2019, que exigiu uma mudança total da classe política e levou dezenas de milhares de manifestantes às ruas durante meses.

A cidade foi cenário em 28 de novembro de 2019 de um dia muito violento, no qual as forças de segurança mataram dezenas de manifestantes, o que provocou grande indignação no país.

str/mjg/bfi/me/zm/fp