Baile da Vogue sai de São Paulo para o Copacabana Palace sem temer comparações

MÁRCIA SOMAN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um baile de Carnaval de alto luxo, que reunirá extensa lista de convidados famosos no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Não, não é o tradicional Baile do Copa. É o Baile da Vogue, que acontece nesta sexta-feira (7) pela primeira vez no icônico hotel de luxo carioca, uma bem-vinda mudança de ares.

A edição passada do evento foi adiada após a polêmica envolvendo a festa de aniversário da diretora da Vogue Brasil, Donata Meirelles, com temática colonial. Os internautas consideraram que o cenário da celebração, ocorrida em Salvador, lembrava a escravidão.

Meireles negou e se desculpou, e poucos dias depois a Vogue anunciou que precisava de mais tempo para transformar o baile de Carnaval "numa plataforma de inclusão no universo da moda". Foi o 15º e último Carnaval da revista de Moda em São Paulo. 

A escolha pelo Rio de Janeiro foi uma retribuição ao cenário de moda e cultura da cidade, afirma Paula Merlo, diretora de conteúdo da Vogue Brasil. "A gente queria dar um 'abraçaço' no Rio. A cidade está passando por um momento delicado e a gente deve tanto para ela. Queremos dar de volta."

Já a preferência pelo Copacabana Palace, que sedia seu próprio baile de Carnaval no próximo dia 22, foi, segundo a revista, por ser um dos ícones do Rio de Janeiro. A ideia é que, nos próximos anos, a festa migre para outros pontos importantes da cidade.

"Não tememos comparações com o Baile do Copa. O Baile da Vogue tem o DNA da Vogue, os convidados são pessoas que fazem parte da marca e o Copa faz parte da história da cidade. Não tem comparação nenhuma", garante Merlo. 

A mudança vai além do CEP, afirma a diretora de conteúdo. Sem as tradicionais musas (afinal somos todas musas e rainhas, diz), a festa ganhou oito embaixadores, responsáveis por trazer, cada um, dez amigos com a cara do Rio de Janeiro para a celebração. 

São eles a influenciadora digital Luiza Brasil, a estilista Lulu Novis, o ator e cantor Jonathan Azevedo, o fotógrafo André Nicolau, a atriz Livia De Bueno, o estilista Thomaz Azulay, o maquiador das famosas Ale de Souza e a designer de joias Maria Frering. "Assim o baile fica bem Rio de Janeiro, bem misturado", diz Merlo. 

O restante da lista de 2.500 convidados é escolhido a dedo, muitos dedos. O relações públicas Betinho Pacheco divide a missão com a própria Merlo, Daniela Falcão, presidente no Brasil da Condé Nast, dona da Vogue, a equipe do marketing da revista. "Essa é que é a graça, os convidados são muito diferentes", afirma Merlo.

Diferenças à parte, há nomes que nunca saem da lista, como Sabrina Sato, que há 11 anos é presença garantida no evento, e as globais Gloria Maria, Juliana Paes, Isis Valverde e Bruna Marquezine. Entre as celebridades do mundo da moda, há convite garantido para Oskar Metsavaht, Celso Kamura, Reinaldo Lourenço, Alexandre Birman, Walério Araújo e Dudu Bertolini.

Já os anônimos têm que se contentar em curtir as fotos no Instagram. Há apenas 150 convites à venda exclusivamente para marcas parceiras da Vogue. Diferente do Baile do Copacabana Palace, que permite um gostinho da folia em alta sociedade a quem pagar a partir de R$ 2.100. 

Para pisar no tapete vermelho da Vogue, é preciso usar roupa gala ou fantasia inspirada no tema da noite: "Jardim das Delícias - uma noite de surrealismo tropical em ode ao Rio de Janeiro". 

"E a gente pede que os convidados respeitem o próximo e não escolham figurinos que ofendam cultura alheia ou minorias políticas", afirma a diretora da Vogue. Se alguém ficar em dúvida sobre o que vestir, a revista manda referências. 

Dentro dos salões do Copacabana, haverá dois palcos simultâneos ocupados por Ivete Sangalo, Ludmila, DJ Carol Ponce e as baterias da Grande Rio e da Mangueira, entre outras atrações. 

Aproveitando a parcela considerável de paulistas na lista de convidados, a Vogue decidiu transformar a festa em um fim de semana de celebração. Além do baile, haverá uma feijoada no sábado (8) para 400 convidados no Hotel Fairmont, ao som de Jorge Aragão, e um passeio de catamarã pela orla da cidade no domingo (9), para apenas 60 pessoas.

"Vale a pena estender a programação e curtir o lifestyle Vogue Rio de Janeiro", defende Merlo.