Autora de fanfic com astros de k-pop é acusada de plagiar Stephen King e vira assunto no Twitter

Stephen King e o shipp "Chanbaek": unidos por frases idênticas (reprodução)

Stephen King foi parar nos trending topics do Twitter nesta quinta-feira (4). O autor estadunidense virou assunto após seguidores identificarem trechos idênticos a um dos seus livros em uma fanfic de grande sucesso na internet chamada Poor Alfie, escrita por uma usuário da rede social identificada como Jonnie Darko.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Antes de tudo, precisamos explicar o que é uma fanfic: trata-se de um tipo de ficção, geralmente envolvendo artistas famosos, produzido por fãs com o intuito de criar um universo paralelo. Elas geralmente são publicadas em blogs e fanzines. No caso de Poor Alfie, a fanfic é tagueada como Chanbaek - nome dado ao “shipp” (casal imaginário) formado por Chanyeol e Baekhyun, ambos integrantes da banda sul-coreana de k-pop EXO.

Leia também

Na história criada por Jonnie Darko, Chanyeol e Baekhyun vivem na década de 1980 e, no contexto escolar, acabam se apaixonando. O problema é que usuários descobriram que, apesar do argumento bastante original, alguns trechos da fanfic são exatamente iguais a Revival, um dos livros mais importantes de Stephen King. A divulgação do plágio fez com que muita gente se posicionasse contra Jonnie.

"Galera, plágio é crime. A autora de Poor Alfie plagiou o Stephen King e nada justifica. tem várias frases iguais e páginas que coincidem com capítulos do livro, isso é plagio mascarado e continua sendo crime! AJonnie está tão errada que foi banida do spirit (plataforma de fanfics)", falou uma usuária. "Apesar de ser um exposed, nossa intenção não é que ela sofra hate de maneira alguma, isso é só para expor os fatos e esclarecer que boatos às vezes são bem reais", disse a conta Jonni Exposed.

Por causa disso do material comparativo divulgado, Jonnie veio a público e se explicou, dizendo que se inspirou, sim, no livro Revival - além da música Pity Poor Alfie, da banda The Jam, e filmes oitentistas, como Clube dos Cinco, de John Hughes. Apesar dos trechos idênticos, ela negou que tenha cometido plágio, inclusive se oferecendo para reescrever os textos destacados como idênticos.

"Quando terminei de ler Revival, surgiu a inspiração pra continuar a história. Então consegui terminar o primeiro capítulo e publiquei, sem a intenção de continuar a história. Revival ainda tava fresco na minha cabeça quando terminei de escrever o primeiro capítulo", se defendeu.

"Eu juro pra vocês que não escrevi na intenção de plagiar, tanto que vocês perceberam que as acusações constam principalmente em uma cena, a da audição. Eu deveria, sim, ter me atentado a esses detalhes e peço desculpas por não tê-lo feito", afirmou, defendendo-se. "Agora, todo o plot é original. Os personagens são originais. A história não tem nada a ver com Revival, que é um romance sobrenatural", concluiu.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.