Austrália anula visto de Djokovic em meio a polêmica sobre vacinação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Novak Djokovic credit:Bang Showbiz
Novak Djokovic credit:Bang Showbiz

Novak Djokovic pode ser deportado da Austrália após ser barrado pela imigração do país.

O tenista número um do mundo está em um hotel de detenção do governo australiano e deve permanecer no local até a próxima segunda-feira (10), quando a Justiça divulgará uma decisão permanente após avaliar o recurso apresentado pelos advogados do jogador.

A polêmica quanto ao visto começou quando Djokovic recebeu um estatuto de isenção médica para disputar o Australian Open sem estar vacinado contra a Covid-19. Depois de algumas horas reunido com agentes de imigração do aeroporto, o atestado do tenista foi recusado pelas autoridades.

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, confirmou a decisão controversa. "O visto do Sr. Djokovic foi cancelado. Regras são regras, especialmente quando se trata de nossas fronteiras. Ninguém está acima da lei", salientou o político.

"Nossas medidas fronteiriças duras foram cruciais para a Austrália ter uma das menores taxas de mortalidade no mundo por COVID, continuamos vigilantes", finalizou o chefe de Estado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos