De Austin Butler a Ana de Armas, veja quem estará na cerimônia do Globo de Ouro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Globo de Ouro, que acontece no dia 10 de janeiro, seguirá em busca de redenção após passar por boicotes nos últimos dois anos. A cerimônia, que volta a ser televisionada pela emissora americana NBC, vai contar com a presença de estrelas do cinema que se destacaram no último ano e será um pontapé para o "descancelamento" do prêmio.

Entre os artistas confirmados, segundo a revista Variety, estão Austin Butler, que encarnou o rei do rock em "Elvis", Ana de Armas, intérprete de Marilyn Monroe em "Blonde" e Jamie Lee Curtis. Michelle Williams e Tony Kushner, estrelas de "Os Fabelmans'", de Steven Spielberg.

Não se sabe, no entanto, se outros nomes de peso, como Julia Roberts e as estrelas do filme "Babilônia", Brad Pitt e Margot Robbie, irão comparecer. Tom Cruise, que se destacou neste ano com "Top Gun: Maverick", provavelmente não comparecerá, uma vez que o ator devolveu todas as suas três estatuetas do Globo de Ouro que já venceu.

A presença de Brendan Gleeson, do filme "Os Banshees de Inisherin", que recebeu oito menções, também é incerta, mas, segundo a revista, por causa das gravações da continuação de "Coringa".

Na leva dos diretores, Park Chan-wook, de "Decisão de Partir", James Cameron, que fez "Avatar" retornar às telas do cinema com sua sequência nos mares, e Guillermo del Toro, que trouxe o lado sombrio do conto de fadas em "Pinóquio", estarão na cerimônia.

Outros atores como Kevin Costner, de "Yellowstone", Sheryl Lee Ralph, Julia Garner -que levou duas indicações por "Ozark" e "Inventando Anna"-, Jenna Ortega, de "Wandinha", Kaley Cuoco de "The Flight Attendant", Niecy Nash de "Dahmer: Um Canibal Americano", também marcarão presença.

Há ainda quem já descartou a presença na premiação. É o caso de Brendan Fraser, que disse publicamente não comparecer por causa de desavenças do passado com a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood.

O escândalo do Globo de Ouro abalou a indústria cinematográfica e envolveu acusações de corrupção, clubismo e falta de representatividade. Depois das críticas e da onda de cancelamentos, a associação aumentou o número de negros e terá a cerimônia deste ano apresentada pelo ator e comediante Jerrod Carmichael.