Atriz Gal Gadot mostra figurino da sequência de 'Mulher Maravilha'

Reprodução/Facebook

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz Gal Gadot postou nas redes sociais uma foto com o figurino que usará no segundo filme da franquia “Mulher Maravilha”, previsto para chegar aos cinemas em novembro de 2019. “Ela está de volta”, publicou a artista.

A diretora do longa, Patty Jenkins, já havia divulgado algumas imagens de Gadot e do ator Chris Pine durante as gravações, na última quarta-feira (13), mas nenhuma delas mostrava a atriz vestida como a super-heroína.

O primeiro filme da franquia, lançado no ano passado, arrecadou US$ 412,5 milhões (R$ 1,5 bilhão) só no mercado americano e se transformou no campeão de bilheteria entre títulos dirigidos por uma mulher, no caso, Patty Jenkins.

A atriz Kristen Wiig, de “Caça-fantasmas”, deve ser a vilã da sequência, intitulado “Mulher Maravilha 1984”. Segundo a imprensa internacional, o papel chegou a ser oferecido a Emma Stone, de “La La Land”, que recusou.

ASSÉDIO

A sequência de “Mulher-Maravilha” será o primeiro filme a adotar as regras do Sindicato dos Produtores para evitar casos de assédio sexual na indústria do cinema.

As diretrizes foram divulgadas em janeiro pelo sindicato e são uma resposta à onda de denúncias de assédio e à criação de movimentos como #MeToo e Time’s Up, que pregam o fim dos abusos.

Entre as orientações estão não criar um ambiente de trabalho hostil e não condicionar uma promoção ou benefício a “avanços sexuais”. O texto também tenta “desmistificar” ideias sobre o assédio. “Um abraço, um beijo na bochecha ou um toque casual não necessariamente é assédio”, diz o documento.

Fundador de uma das produtoras que ajudou a financiar o primeiro “Mulher-Maravilha”, Brett Ratner foi acusado, no final do ano passado, de assédio e homofobia, o que fez Gadot ameaçar deixar a sequência caso ele não fosse completamente excluído da produção.