Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 08.08.2013 - Fernanda Young posa para ensaio fotográfico em São Paulo. A escritora, atriz e apresentadora Fernanda Young morreu neste domingo (25), aos 49 anos. O enterro será realizado às 16h15 no cemitério de Congonhas. A causa da morte não foi confirmada --segundo a GloboNews, ela teria sofrido um ataque de asma, e em decorrência teve uma parada cardíaca. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A escritora, atriz e apresentadora Fernanda Young morreu neste domingo (25), aos 49 anos.

O enterro será realizado às 16h15 no cemitério de Congonhas. A causa da morte não foi confirmada —segundo a GloboNews, ela teria sofrido um ataque de asma, e em decorrência teve uma parada cardíaca.

Fernanda entraria em cartaz com a peça "Ainda Nada de Novo", na qual interpretaria um casal homossexual com a atriz Fernanda Nobre. O espetáculo ia estrear em São Paulo em setembro.

Seu trabalho mais recente foi com a série “Shippados", no GloboPlay, estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch e desenvolvida por ela e seu marido, Alexandre Machado.

Foram várias as parcerias entre o casal de roteiristas, que estreou na TV em 1995 com o seriado "A comédia da vida privada", uma adaptação de textos de Luis Fernando Verissimo.

Desde então, o casal criou mais de uma dezena de outros programas, incluindo seu maior sucesso, “Os Normais”, que contava as desventuras dos noivos Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres) e foi exibida na Globo entre 2001 e 2003.

Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, Young estreou na literatura em 1996, com "Vergonha dos Pés", pela Editora Objetiva.

No cinema, assinou o roteiro de "Os Normais - O Filme" (2003) e "Os Normais 2 — A Noite Mais Maluca de Todas", além de "Bossa Nova", de 2000, e "Muito Gelo e Dois Dedos D'Água" (2006), todos ao lado de Machado.

Em 2002, estreou o programa "Saia Justa", no GNT, ao lado de Mônica Waldvogel, Rita Lee e Marisa ​Orth.