Atriz de 'Anos Incríveis' diz que acusação de assédio sexual acabou com a série

(Imagem: divulgação ABC)

Alley Mills, que interpretou a mãe de família Norma Arnold em ‘Anos Incríveis’, revelou em entrevista ao Yahoo! norte-americano que uma acusação de assédio sexual feita em 1993 foi decisiva para o final da série naquele ano.

O caso envolveu a figurinista Monique Long, então com 31 anos, que alegou ter sido vítima de conduta imprópria dos atores Fred Savage, então com 16 anos, e Jason Hervey, 20, que teriam a assediado de forma física e verbal. Ambos interpretavam, respectivamente, os irmãos Kevin e Wayne Arnold.

“Quando filmamos o final da série, ninguém sabia se ‘Anos Incríveis’ seria renovada, e isso foi por causa de uma acusação de assédio ridícula contra Fred Savage – que é o ser humano mais inofensivo, mais incrível, e doce que já pisou na Terra” disse a atriz, indicando não ter acreditado na acusação de Monique.

Na época, o caso foi parar nos tribunais e as queixas foram retiradas após um acordo ser acertado por um valor não revelado.

“É parecido com o que está acontecendo agora”, declarou ainda Alley, hoje com 66 anos, fazendo referência à onda de acusações recentes que vem assolando Hollywood. “Algumas pessoas inocentes podem ser pegas no meio disso tudo. É tudo muito complicado. E não era nem um pouco verdade. Ela foi a minha figurinista, mas eu não me importo se ela está ouvindo isso. Não me importo, pois foi há muito tempo e agora tem que acabar.”

A atriz finalizou revelando que o elenco e equipe da série recebeu ordens para não comentar o caso publicamente. “Isso me deixou muito chateada. Fomos obrigados a ficar em silêncio, enquanto eu gostaria de gritar na televisão: ‘isto é ridículo!'”.