Ex-Rouge, Fantine expõe atrito com colega do grupo: 'Cansei de fingir'

Ex-Rouge, Fantine abriu o jogo sobre a relação com Luciana Andrade (Foto: Agnews)
Ex-Rouge, Fantine abriu o jogo sobre a relação com Luciana Andrade (Foto: Agnews)

Resumo da Notícia:

  • Ex-Rouge, Fantine revelou atrito com colega do grupo

  • Cantora afirmou que nunca se deu bem com Luciana Andrade

  • A artista contou que elas não conviviam bem

Fantine, do Rouge, não economizou na sinceridade ao falar da relação com a colega de grupo, Luciana Andrade. A cantora revelou que a parceira nunca se deu bem com as outras integrantes da banda. "Cansei de fingir, de tentar. Mas estou sempre disposta a colaborar, a trabalhar junto, porque o Rouge é muito maior que essas intrigas", disse Fantine no Venus Podcast, no YouTube.

Assim que viu Luciana Andrade nos bastidores do reality show Popstar (2002-2003), no SBT, Fantine achou que a girlband não daria certo. "Nós tivemos muitas dificuldades. Eu, principalmente, na minha convivência com ela. Eu sempre fui muito aberta desde o começo. Quando eu encontrei a Lu na Casa Pop [bastidores do programa Popstar], eu fiquei decepcionada. Eu pensei: 'Putz, esse grupo não vai ser legal'. Tive esse sentimento. Não me bateu legal", afirmou.

Atualmente, as artistas estão focadas em seus trabalhos solo. Aline Wirley esteve na última temporada de "The Masked Singer". Fantine é instrutora de yoga e mora na Holanda há 15 anos. Li Martins continua atuando, cantando e dublando, além de ter participado de reality show. Luciana é mestra em Reiki, entre outras terapias vibracionais, e Karin Hils protagonizou a peça "Donna Summer Musical" recentemente.

Fantine relembrou ainda uma teoria de que o grupo teria chegado ao fim por conta de um relacionamento entre ela e Luciana, mas garantiu que é apenas um boato. Uma prova disso, segundo ela, foi o retorno do Rouge em 2017 para uma turnê especial em comemoração aos 15 anos. Apesar das brigas, Luciana esteve presente na reunião.

"Aconteceram várias coisas entre nós: relacionamentos, intrigas… Isso nunca foi motivo para a gente acabar um grupo. Teve essa dificuldade. Teve o esforço legítimo de conviver, de fazer funcionar. Não é por uma diferença pessoal que todas nós tínhamos com a Lu. Porque não era só comigo, mas eu que falava e verbalizava mais", ressaltou.

"Sempre foi uma dinâmica de: eu tentei ser amiga da Lu, nunca me dei bem com ela, não faço questão de ser amiga dela. Essa é a verdade. Mas da parte dela é: 'eu sempre gostei da Fa'. Na minha experiência direta com ela, isso não é uma verdade. É um discurso, mas não é uma realidade. E quero ter o direito de não gostar de uma pessoa. E nós duas nos esforçarmos. Me incomoda esse discurso vitimizado", declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos