Atores transexuais comentam piada polêmica de Marília Mendonça: “Triste!"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Maria Clara Spinelli, Tarso Brant, Gabrielle Joie (Reprodução/Montagem Yahoo)
Maria Clara Spinelli, Tarso Brant, Gabrielle Joie (Reprodução/Montagem Yahoo)

Realmente não caiu nada bem o comentário feito por Marília Mendonça em sua última live no sábado (08) e a cantora, uma das grandes potências no Brasil atualmente, se tornou um dos assuntos mais comentados nesta segunda-feira (10), mesmo após se desculpar pelo tema. Durante a live, entre risadinhas com amigos, a artista deu a entender que um colega músico teria ido a uma boate gay se encontrar com uma mulher transexual e zombou da situação.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

O Yahoo buscou atores transexuais que pudessem comentar a tal ‘piada polêmica’. Maria Clara Spinelli, Tarso Brant e Gabrielle Joie dividiram suas opiniões e destacaram que não só Marília, mas como todo o ambiente sertanejo, precisa ser mais inclusivo. A decepção com a ‘rainha da sofrência’ é também algo em comum entre os entrevistados.

Leia também

Vale lembrar que, de acordo com dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais, o Brasil bateu um novo recorde em 2017, com aumento de 24% no número de assassinatos transfóbicos, sendo 179 mortes naquele ano. Além disso, segundo a mesma associação, a expectativa de vida de um transexual no Brasil é de apenas 35 anos. A associação europeia TransRespect também traz outro dado assustador: O Brasil foi responsável por 40% dos assassinatos de transexuais e travestis em todo o mundo nos últimos dez anos.

‘Cansados de lutar e de morrer’

Maria Clara Spinelli, atriz da Globo, que participou de novelas como “Salve Jorge” e “A Força do Querer” conversou com o Yahoo e, ao tocar no assunto, revelou que estava chorando.

Ela desabafou: “Não estamos em tempos fáceis e isso que aconteceu não nos ajuda em nada. Estamos todos cansados de lutar e de morrer. Transfobia é triste. Teria muitas coisas para falar, mas são tão óbvias né? Nesse momento terrível que o país passa, com o número de homicídios de pessoas LGBTs aumentando, como que alguém, com 33 milhões de seguidores, faz uma coisa dessas? Isso tem nome, e é só um: crime.”

‘Parece bobo, mas impacta demais na vida das pessoas’

Tarso Brant, ator que foi consultor de Glória Perez na novela “A Força do Querer”, onde a vida de um transexual foi retratada, também comentou a polêmica: “É comum que gafes aconteçam quando a pessoa cultua o ‘humor sem graça’. Aquela piadinha só teve graça no ambiente em que aquelas pessoas estavam. Desaprovo totalmente. Imagine só se fosse ao contrário? Se um amigo meu me conta que ficou com a Marília Mendonça rindo da situação. Será que ela ia gostar? Seres humanos têm sentimentos. E digo mais, aprovar comportamento de amigos preconceituosos te torna também preconceituoso. Parece bobo, mas impacta demais a vida de muitas pessoas. A inclusão digital chegou para ela, conhecimento e sabedoria são uma arma para o ser humano. Ela deveria usar!”

‘Não basta desculpas, é necessário uma reparação’

Já a atriz Gabrielle Joie, que participou da novela “Bom Sucesso”, da Globo, fala também sobre o ambiente preconceituoso que existe na música sertaneja e diz que Marília Mendonça, por já ter sofrido com episódios de gordofobia, decepcionou por não pensar no próximo.

"Fiquei bem chateada, mas confesso que não me surpreende tanto. O nicho do sertanejo vem sendo pautado por um discurso que exclui os demais grupos. E é muito triste ver isso saindo da boca de uma mulher como a Marília Mendonça, principalmente pelo público que ela tem, e também por ser uma pessoa que já sofreu ataques na internet por gordofobia. Ela deveria ser uma pessoa que reconhece a dor de ser ridicularizada em público, por isso fiquei muito chateada”, fala Joie.

A atriz também comenta o pedido de desculpas de Marília e diz que vivemos em um período que precisamos de mais do que apenas desculpas: “É muito doloroso ser ridicularizada por ser simplesmente quem a gente é. Vi que ela se desculpou, não fez mais do que a obrigação. Mas estamos num momento que pedidos de desculpa não são o suficiente, é necessário reparação. Espero que ela possa fazer algo para remediar esse episódio muito desconfortável pra gente!"

No Twitter, Marília se desculpou. "Pessoal, aceito que fui errada e que preciso melhorar. Mil perdões. De todo o coração. Aprenderei com meus erros. Não me justificarei", escreveu ela que não vai mais comentar o tema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos