Atores de Hollywood que faleceram tragicamente durante as filmagens

Rafael Monteiro
·4 minuto de leitura
Paul Walker, Heath Ledger e Carrie Fisher: eles morreram durante as gravações e precisaram ser substituídos por outros atores ou tiveram cenas antigas adaptadas por CGI (reprodução)
Paul Walker, Heath Ledger e Carrie Fisher: eles morreram durante as gravações e precisaram ser substituídos por outros atores ou tiveram cenas antigas adaptadas por CGI (reprodução)

Todo filme ou trabalho corre o risco de sofrer com um imprevisto trágico: a morte de um dos seus participantes. Em Hollywood, são muitos os casos de atores queridos que faleceram tragicamente durante as filmagens.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Celebrando a memória destes talentos, relembramos algumas das estrelas que nos deixaram precocemente, deixando obras importantes do cinema inacabadas. Relembre os contextos abaixo e saiba como alguns dos trabalhos foram concluídos:

Leia também:

Brandon Lee e "O Corvo" (1994)

A trágica morte de Brandon Lee aconteceu, de fato, durante as gravações do longa. Na história, o ator vivia Eric Draven, um personagem que voltava do além para concretizar o casamento com a mulher amada, impedido por um brutal assassinato. Lee acabou morrendo durante as gravações da cena do seu próprio assassinato - a arma utilizada pela produção continha um fragmento de munição real, usada anteriormente. Para piorar, o triste fim do artista ainda contou com outra triste coincidência: na vida real, o astro também pretendia se casar com a sua namorada da vida real, Eliza Hutton, assim que terminassem as filmagens.

Bruce Lee e "Jogo da Morte" (1978)

Além de todas as coincidências em relação à vida de Brandon Lee e a trama de "O Corvo", a morte do ator também carregou outra semelhança: seu pai, o lendário Bruce Lee, também morreu durante a gravação de um longa. Em 1972, Lee faleceu em decorrência de um edema cerebral, deixando "O Jogo da Morte" inacabado. O longa só foi lançado nos cinemas seis anos depois, usando dublês em praticamente metade das cenas que envolveriam o protagonista, vivido pelo astro sino-americano. Curiosidade macabra: no longa, Bruce Lee simula a sua própria morte - e as cenas do funeral vistas na edição final são do próprio enterro do ator.

Oliver Reed e "Gladiador" (2000)

Oliver Reed, o intérprete de Proximo no filme ganhador de cinco Oscar, morreu de ataque cardíaco antes que gravasse a sua cena mais importante no longa: a da libertação de Maximus, protagonista vivido por Russell Crowe. O trabalho de edição para fazer com que as imagens disponíveis de Reed se tornassem o momento épico do cinema é tão elogiado que virou até tema de documentários.

Carrie Fisher em "Star Wars: A Ascensão Skywalker" (2019)

A eterna Princesa Leia tinha presença garantida no longa - porém, morreu de parada cardíaca súbita em 27 de dezembro de 2016, aos 60 anos. Sem abrir mão da personagem, o diretor J.J. Abrams decidiu, então, utilizar cenas não-usadas da atriz em "O Despertar da Força" (2015) no novo longa, acrescentando recursos da computação gráfica para criar novos movimentos que se encaixassem no contexto do nono filme da franquia.

Heath Ledger e "O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus" (2009)

Muito se fala sobre o Coringa de Heath Leadger, porém o último filme gravado pelo astro foi outro. Quando sofreu uma overdose acidental em 22 de janeiro de 2008, ele estava no meio das filmagens de "O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus", de Terry Gilliam. Como o ator deixou poucas cenas para o longa, o diretor convidou Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell para substitui-lo na obra. Os atores doaram os seus respectivos cachês para a filha de Ledger, Matilda.

Paul Walker e "Velozes & Furiosos 7"

O intérprete de Brian O’Conner faleceu num acidente trágico automobilístico em 2013. O ator já havia filmado algumas cenas de "Velozes e Furiosos 7" e, por isso, a produção do franquia teve uma saída criativa para criar uma despedida digna para o personagem: convidou os irmãos de Paul Waljer, Caleb e Cody, para filmarem as cenas de ação envolvendo O'Conner.

Philip Seymour Hoffman e "Jogos Vorazes: A Esperança - O Final" (2015)

O ator morreu em 2014 após uma uma overdose. Na época, ele estava no meio das filmagens de “Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 e 2”. Para concluir o trabalho, o diretor Francis Lawrence decidiu cortar algumas cenas envolvendo Hoffman." Nós não tínhamos nenhuma intenção de criar uma atuação falsa, então reescrevemos as grandes cenas para passá-las a outros atores. No resto [nas cenas menores] ele simplesmente não aparece. Não existe manipulação digital ou nenhum tipo de efeito especial", disse o diretor à Empire.

Vic Morrow e "No Limite da Realidade" (1983)

Um acidente trágico e assustador até hoje. Vic Morrow, que vivia o protagonista Bill Connor, gravava uma cena em que tentava proteger duas crianças - os atores mirins Renee Chen e Myca Dinh Le - quando um helicóptero perdeu o controle, caiu e matou todos os três (as crianças foram decapitadas e o ator acabou esmagado pela aeronave). Depois deste acidente, Hollywood passou a adotar procedimentos de segurança muito mais rígidos nas gravações. As imagens acima mostram, sem nitidez, as gravações no momento da tragédia.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube