Atores comentam destinos de seus personagens na franquia 'Animais Fantásticos'

Imagem: divulgação Warner

‘Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald’ já está em cartaz nos cinemas, e tem deixado com o coração na mão muitos fãs da franquia, que retoma o universo criado por J.K. Rowling na saga Harry Potter, mostrando acontecimentos anteriores ao nascimento do famoso personagem.

AVISO: O texto a seguir contém spoilers de ‘Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald’

O público foi surpreendido por duas grandes reviravoltas na trama, que devem influenciar os acontecimentos dos próximos três filmes já previstos para continuar a franquia.

A primeira foi a atitude da até então amável Queenie (Alison Sudol), que decide se juntar ao poderoso vilão Grindelwald (Johhny Depp), após ouvir um discurso inflamado feito por ele. A atriz falou ao site Collider sobre a cena.

“Eu ainda acredito no fundo do meu coração que ela ainda vai lutar pelo que acredita. Grindelwald fala que está criando um mundo diferente, e o mundo que ela conhece está quebrado. Eu não acredito que ela esteja se tornando má. É mais como se ela estivesse tentando achar alguém que lhe dê uma opção. Ele está manipulando ela e todos os outros. Ele conseguiu fazer isso até com o Dumbledore”, justificou.

O outro momento polêmico acontece nos últimos segundos do filme, quando o mesmo Grindelwald revela que o misterioso Credence (Ezra Miller) é, na verdade, Aurélio, um irmão perdido de Alvo Dumbledore (Jude Law).

O acontecimento deixou muitos fãs confusos, já que nos livros J.K. Rowling havia escrito que Dumbledore tinha apenas dois irmãos, Aberforth e Ariana. A autora, que é responsável pelo roteiro de ‘Animais Fantásticos’, parece estar querendo reescrever a história, para dar folêgo à nova franquia.

Ezra Miller falou a respeito da revelação sobre a origem de seu personagem para a Entertainment Weekly: “Eu fiquei chocado, embasbacado, confuso, ‘petrificus totalus’ com maravilha e fascínio. E eu ainda tenho muitas perguntas para as quais não tenho respostas”, disse.

“J.K. Rowling conhece a mitologia tão bem e eu acho que ela está te confundindo por um momento e fazendo um fã dizer ‘espera, isso não pode fazer sentido!’ e então mostrando como coisas que você não imaginaria fazer sentido, fazendo. Eu acho que ela gosta de ver as pessoas não entenderem. Ela já fez isso conosco um monte de vezes”, lembrou ainda o ator.

As respostas devem ficar mais claras a partir de 2020, quando o terceiro ‘Animais Fantásticos’ chegar aos cinemas.