Ator Tom Veiga, intérprete do Louro José, morre no Rio

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Intérprete do Louro José, o ator Tom Veiga foi encontrado morto, neste domingo (1°), em sua casa na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Globo. A causa da morte não foi divulgada. De acordo com o site Memória Globo, o personagem Louro José foi criado por Ana Maria Braga em 1996, quando a apresentadora comandava o programa Note e Anote, na Record. Ainda segundo a publicação, a ideia surgiu porque antes do Note e Anote a emissora exibia programação infantil. Para chamar a atenção das crianças para seu programa, Ana Maria Braga resolveu criar Louro José, um boneco que mistura artifícios de fantoches tradicionais com a tecnologia de controle remoto. "Precisava ser um bicho que falasse, que interagisse comigo, mas não podia ser cachorro, porque cachorro não fala, passarinho não fala. E, por eliminação, decidimos pelo papagaio", disse Ana Maria ao Memória Globo. "Tenho um em casa chamado Louro José. Ele fala e assobia o hino nacional. E eu disse: 'Vamos pôr o Louro.' Fiz um primeiro rascunho do desenho e pedi para uma pessoa que desenvolvia bonecos fazê-lo. Ele nasceu todo mambembe. Depois a gente foi ajeitando, mudando a espuma, até que ele virou global --aí ficou um astro, lindo. É um filho mesmo", acrescentou. Quando Ana Maria Braga deixou a Record, o ator Tom Veiga foi com ela para Globo, canal onde atuaram juntos por 20 anos.