Ator de Riverdale é condenado à prisão perpétua por assassinato da própria mãe; entenda caso

Ryan Grantham, ator que participou de produções populares como Riverdale e O Diário De Um Banana, foi sentenciado à prisão perpétua por assassinar a própria mãe em 2020. Ele será elegível para liberdade condicional em 14 anos.

Grantham se entregou à polícia e confessou o crime após atirar na nuca da mãe, Barbara Waite, de 64 anos, em 31 de março de 2020, na casa em Vancouver, no Canadá. Além do atentado contra a própria mãe, ele também revelou que também tinha intenção de matar o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

Imagem: Ryan Grantham em Riverdale
Imagem: Ryan Grantham em Riverdale

A punição de assassinato em segundo grau foi proferida em 21 de setembro pela juíza da Suprema Corte da Colúmbia Britânica, Kathleen Ker, em Vancouver. Com a sentença já definida, a única questão a ser declarada era quanto tempo o assassino de 24 anos teria que esperar antes de poder solicitar liberdade condicional. Grantham precisará esperar 14 anos para se tornar elegível para liberdade condicional.

Conforme relatado pelo Dealine, foi revelado no tribunal que Grantham gravou um vídeo do corpo da mãe e confessou o assassinato na câmera após cometer o crime. Um dia após o ato de extrema violência, Grantham manuseou cuidadosamente o corpo em uma cena semi-religiosa e saiu de casa com a determinação de matar o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau. Grantham também considerou cometer um tiroteio em massa na Simon Fraser University de Vancouver ou na Lions Gate Bridge.

Grantham aparentemente mudou de ideia dura...

Ator de Riverdale é condenado à prisão perpétua por assassinato da própria mãe; entenda caso
Leia Mais

Os Jovens Titãs em Ação: Cena polêmica volta a ser discutida no Twitter
Série de The Last of Us: Data de estreia, elenco, história e mais
Marvel não quer 'MCU' nos games