Ator que abandonou carreira para lutar contra Estado Islâmico se diz mais determinado após ataques na Inglaterra

(Imagem: reprodução Facebook @michaelstoppingisis)

Michael Enright, ex-ator britânico que em 2015 abandonou a carreira para se juntar a uma milícia curda da Síria e lutar contra o terrorismo do Estado Islâmico, se diz ainda mais determinado em seu objetivo após os recentes ataques em Londres e Manchester, sua cidade natal.

Em entrevista recente ao jornal The Sun, Enright, que fez papeis pequenos em superproduções como ‘Piratas do Caribe’ e ‘Encontro Explosivo’, comparou as cenas de guerra nos filmes e na vida real. “Como ator cheguei a interpretar policiais da SWAT em situações extremas. Parece muito intenso. Na verdade não é bem assim. Você não se estressa até estar literalmente no meio de um confronto”, disse.

Na entrevista, ele ainda se diz mexido pelo atentado em Manchester que matou 23 pessoas durante um show da cantora Ariana Grande em maio. “Estou acostumado com mortes e terrorismo, mas aquilo foi diferente. É minha cidade”.

O grupo terrorista já colocou um prêmio em dinheiro pela morte de Enright, mas ele não pensa em desistir. “Não vou dar refresco ao Estado Islâmico. Não espero piedade deles, e também não darei piedade a eles, posso te prometer”, declarou ao The Sun.