Ator Ray Liotta, de "Os Bons Companheiros", morre aos 67 anos

Ray Liotta em Londres

Por Ezequiel Abiu López

SANTO DOMINGO (Reuters) - O ator norte-americano Ray Liotta, de 67 anos, que estrelou o sucesso de 1990 "Os Bons Companheiros", morreu durante o sono nesta quinta-feira na República Dominicana, confirmou à Reuters a Diretoria-Geral de Cinema da República Dominicana.

Liotta morreu em sua cama em um hotel onde estava hospedado com a noiva Jacy Nittolo enquanto gravava o filme "Dangerous Waters", disse sua assessora Jennifer Allen. Ele tinha um papel de protagonista no filme sobre um viagem de veleiro que dá errado quando segredos de família são revelados.

A causa da morte não foi especificada, afirmaram as autoridades cinematográficas do país. De acordo com relatos da imprensa, uma equipe do serviço de emergências chegou a entrar no hotel. O corpo foi transferido para o instituto forense de Santo Domingo.

Liotta nasceu em 18 de dezembro de 1954, em Newark, no Estado de Nova Jersey. Dentre seus principais papéis no cinema estão o mafioso Henry Hill, em "Os Bons Companheiros", e o jogador de beisebol Shoeless Joe Jackson em "Campo dos Sonhos". Ele também é conhecido por filmes como "Os Muitos Santos de Newark" e "Totalmente Selvagem".

O ator deixa uma filha, Karsen Liotta, de 23 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos