Ator de "Pantanal" revela que tapa de Zefa foi real durante cena de assédio

Renato em
Renato em "Pantanal" (Globo/João Miguel Júnior)

Tentando seguir os passos de Tenório (Murilo Benício) em "Pantanal", Renato (Gabriel Santana) decidiu se tornar um vilão de verdade na reta final da novela. O jovem, entretanto, sentirá dificuldades de agir com o sangue frio necessário e começará a se arrepender.

Entenda:

Uma das cenas recentes do personagem foi ao lado de Paula Barbosa, que interpreta Zefa. Renato assediou a namorada de Tadeu, e Gabriel Santana revelou que os tapas levados por seu personagem foram reais.

"O tapa foi real, até porque disse: 'Pode bater mesmo, vai ficar melhor! Brincamos com a direção que tínhamos 3 tapas valendo e que o restante seria de leve para eu não ficar vermelho. O da cena exibida foi real", contou o ator para o "Gshow". De acordo com Renato, a misoginia do personagem é comum a muitos homens ainda hoje. "Ele não mediu consequências e cometeu esses abusos, se perdeu total na carência emocional. É bem típico de machista e misógino, que acha que tá tudo bem tratar o corpo alheio como objeto".

Mais:

Nos próximos capítulos da novela, Renato irá se arrepender de oferecer ajuda para o matador Solano (Rafa Sieg), contratado por Tenório para assassinar Alcides (Juliano Cazarré), Bruaca (Isabel Teixeira) e a família de José Leôncio (Marcos Palmeira). "A beleza dessa falha de caráter é essa de ser tão imaturo que não sabe viver esse lado sombrio. Qualquer lugar que o autor fosse para justificar seria condizente. Se ele terminasse sem entender se ele é matador ou não, faz sentido, porque cai nesse momento em que ele tá se descobrindo", explicou o ator.