Ator de 'Amor sem Igual' defende importância de debater tolerância e aceitação

ANA BEATRIZ GONÇALVES

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - No ar em "Amor Sem Igual", Rafael Sardão, 38, está vivendo seu primeiro protagonista na Record após quase dez anos de emissora. Miguel, seu personagem que faz par romântico com Day Mesquita (Poderosa), promete um olhar de tolerância e empatia.

"O grande barato do Miguel e dessa novela é que a gente fala de preconceito. A gente fala de empatia. Ele é o exemplo de cara diferenciado, que consegue enxergar no outro qualidades que às vezes nem ele mesmo tem", comenta o artista, que também faz questão de ressaltar a importância da tolerância na sociedade.

Um exemplo é a forma como Miguel trata a garota de programa Poderosa. "Não da vergonha de estar com ela, mas do orgulho de ser um cara que vai ajudar", diz.

Escrita por Cristianne Fridman, a trama novela das 20h30 levanta temas sociais de grande relevância; como a desigualdade social, a prostituição e principalmente a questão do casal Miguel e Poderosa, que possuem diferentes realidades de vida.

"Ela [Poderosa] é uma mulher do bem, guerreira, que merece ter uma chance de vida melhor. É nesse foco que Miguel surge, e é aí que obviamente ele vai encarar todos os preconceitos. A família do Oxente expõe esse lado e ele precisa vencer esse preconceito, e convencer todo mundo que a Poderosa merece amor", comenta o artista.

Sardão também faz questão de mostrar sua opinião sobre a questão do machismo. "A mulher é massacrada em todos os âmbitos. Desde a roupa que veste, do peso que tem, o cabelo que usa, a profissão que escolheu, e por aí vai. É algo feroz até nos dias de hoje, e precisa ser falado."

PROTAGONISMO

Após atuar em uma sequência de novelas bíblicas como "A Terra Prometida" (2017), "Jesus" (2018) e "Jezabel" (2019), Rafael Sardão afirma que está bastante feliz com a escolha do protagonista agora em trama contemporânea. 

"Fiquei muito feliz e contente com esse reconhecimento. A Record é uma casa que me abraçou desde o início. Que foi me dando espaço a cada degrau, eu fui crescendo aqui dentro e agora veio o protagonista, que é uma responsabilidade, claro, mas é acima de tudo uma meta que eu tinha e que eu consegui alcançar", conta o ator, que também diz estar "sedento" para fazer um grande trabalho.

Apesar de não negar o friozinho na barriga em assumir o papel de galã da emissora, Sardão brinca que deseja mais "frios na barriga como esse esse". 

Com boas expectativas para a novela, o ator também revelou a preparação para dar vida a Miguel. "Fiz um trabalho muito forte de texto, de pesquisa. O texto da Cris é sensacional, tem uma dinâmica maravilhosa, então o nosso trabalho em cima do texto foi muito forte dessa vez", afirma.