Até quando herdeiros de Marília Mendonça receberão direitos autorais?

Marília Mendonça em
Marília Mendonça em "Troca de Calçada". Foto: Reprodução/Youtube

Resumo da notícia:

  • Marília Mendonça nos deixou há exatamente um ano

  • Cantora deixou 335 composições cadastradas no Ecad

  • Direitos autorais das músicas seguem para herdeiros por décadas

Não é exagero dizer que a arte de Marília Mendonça vai muito além de sua existência. Uma das maiores intérpretes da música brasileira, a cantora era também uma máquina de escrever hinos sertanejos.

Com hits na voz de artistas como Henrique & Juliano, Jorge & Mateus e Matheus & Kauan, o trabalho da Rainha da Sofrência se estende a muitas produções e regravações além de seus próprios lançamentos.

De acordo com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), são 335 obras musicais e 444 gravações da goiana cadastradas no banco de dados da entidade responsável por direitos autorais.

E para onde vai todo o lucro?

Um ano após a morte da cantora sertaneja, vítima de um acidente aéreo em Minas Gerais, quando viajava para Goiás, conferimos com o Ecad por quanto tempo seus herdeiros receberão esses direitos autorais de tantas composições.

"Como determina a Lei de Direitos Autorais (9.610/98), os herdeiros de Marília Mendonça continuarão a receber os rendimentos relacionados às suas músicas até 70 anos após a sua morte (ou do último autor, em caso de parcerias)", diz o Ecad.

Isso significa que Leo, de apenas 2 anos, fruto do relacionamento da artista com Murilo Huff, receberá custos de direitos autorais até 2091. No entanto, até ele atingir a maioridade, aos 18 anos, quem cuida da herança é sua tutora, Ruth Dias, mãe de Marília.

Composições de Marília que talvez você não saiba

Conhecida por uma voz inconfundível, a goiana é dona de composições que ganharam audiências estrondosas nos últimos anos nas vozes de outros grandes nomes sertanejos.

"Calma", lançada por Jorge e Mateus em 2014, é um exemplo de composição de Marília gravada por outra dupla. A letra é uma colaboração da goiana ao lado de Gustavo, Fred Willian e Elcio Di Carvalho. Inclusive, é uma das composições mais regravadas de sua carreira com 19 produções ao todo.

Outros hits escritos pela artista que talvez você não saiba são "Flor e Beija-Flor", de Henrique e Juliano", "Incerteza", de Matheus e Kauan, e "É Com Ela Que Eu Estou", de Cristiano Araújo (falecido em 2015).