'Até quando?', diz Tatá Werneck sobre parentes que ainda erram nome da filha, Clara Maria

ANA BEATRIZ GONÇALVES
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 22.11.2017 - A humorista e apresentadora Tatá Werneck. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 22.11.2017 - A humorista e apresentadora Tatá Werneck. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apresentadora do Lady Night (Multishow), Tatá Werneck, 37, ainda passa por problemas em relação ao nome da filha de um ano, Clara Maria, fruto do seu relacionamento com o ator Rafa Vitti, 25. Segundo a humorista, os familiares erram o nome da pequena.

"Até quando meus parentes continuarão chamando minha filha de Maria Clara?", escreveu Tatá em sua conta no Twitter, nesta quarta-feira (16). "A deusa ficou dois dias depois que nasceu sem nome até que tive essa brilhante ideia de inverter. Basta.", completou.

A saga para a escolha do nome da pequena, foi um dos principais assuntos na época em que a comediante estava grávida. Ela chegou a afirmar que Vitti havia escolhido Cora Maria, mas que preferiu Clara. Por um tempo, o casal também pensou em chamar a filha de Julieta.

Tatá deu à luz Clara Maria dia 23 de outubro de 2019 na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. Ela é a primeira filha do casal, que oficializou a união pouco antes da primogênita nascer, após quase três anos juntos.

Os dois vivem compartilhando momentos fofos de Clara Maria nas redes sociais. Recentemente a humorista criticou a exaltação dos internautas sobre o companheiro Rafa Vitti. "Sempre deram muito destaque para isso, como se não houvessem homens como ele. Ele só está sendo pai. E por que as mulheres não são valorizadas da mesma forma?" indagou Tatá durante uma live com a supermodelo Gisele Bündchen.

A apresentadora do Multishow disse que o mesmo não acontece quando se trata de mulheres. Na sua opinião, existe uma injustiça com as mães. "É tão difícil achar um homem com essa visão e ao mesmo tempo as mulheres não são exaltadas da mesma forma. E se você não faz você é uma mãe horrível."