5 astros de Hollywood que já perderam a cabeça com repórteres

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Tom Cruise, Mel Gibson e Quentin Tarantino: eles já perderam a paciência com repórteres (reprodução)
Tom Cruise, Mel Gibson e Quentin Tarantino: eles já perderam a paciência com repórteres (reprodução)

Nem todo astro de Hollywood sabe lidar bem com a imprensa. Alguns deles chegam a se superar nas respostas desaforadas e ficam marcados por entrevistas malcriadas para sempre.

Abaixo, mostramos cinco exemplos de atores que perderam a cabeça com repórteres e acabaram protagonizando momentos bizarros. A maioria deles pediu desculpas. Todo mundo tem o seu dia ruim... Mas respeito com outro profissional é sempre bom, né?

Leia também:

Tom Cruise

Além de arrogante, negacionista. Em entrevista concedida ao programa "Today", da NBC, Tom Cruise defendeu a sua religião, a cientologia, ao mesmo tempo que criticava a psiquiatria, especialidade da medicina que cuida dos transtornos mentais da humanidade desde o século XVIII. "Eu nunca concordei com a psiquiatria, nunca. Antes de ser da Cientologia eu nunca concordei com a psiquiatria", disse ele ao apresentador Matt Lauer. Sem gostar de ser rebatido, o ator ainda sacramentou: "Você não conhece a história da psiquiatria. Eu conheço.". Anos depois, Cruise pediu desculpas pelo seu comportamento na ocasião.

Mel Gibson

Em outra entrevista marcante da TV dos Estados Unidos, Mel Gibson não gostou de ver os escândalos da sua vida serem relembrados em rede nacional. Após ser questionado sobre o episódio em que foi preso por dirigir embriagado, o ator perdeu a cabeça e chamou o repórter de "asshole", que pode ser traduzido como "c****".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Jesse Eisenberg

Em entrevista divulgando o filme "Truque de Mestre" (2013), o ator fez diversos comentários irônicos para a repórter Romina Puga, da rede Univision, inclusive chamando-a de “Carrot Top dos jornalistas”, uma referência a um comediante fracassado dos Estados Unidos. No final da conversa, ela perdeu a paciência e o chamou de idiota.

Quentin Tarantino

Em uma entrevista clássica, concedida durante o lançamento de "Django Livre" (2012), Quentin Tarantino entrou em confronto ao ser questionado por Krishnan Guru-Murthy sobre a suposta influência dos seus filmes nos atos de violência da sociedade. "Eu me recuso a responder", disse Tarantino. "Por quê?", questionou o repórter. "Porque eu já respondi a pergunta um milhão de vezes e eu não sou seu escravo", acrescentou.

Cara Delevingne

A atriz concedeu uma entrevista mal-humorada e sarcástica ao programa Good Day durante o lançamento de "Cidades de Papel" (2015). Perguntada pelos apresentadores se ela tinha lido o livro homônimo que inspirou o longa, ela chegou a responder: “Não, eu nunca li o livro. Nem o script”. Após ser criticada pela sua suposta arrogância, Delevingne foi ao Twitter e escreveu: "algumas pessoas simplesmente não entendem o senso de humor britânico".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.