Astronauta relembra "Gravidade" e diz que personagem de Sandra Bullock é prejudicial às mulheres

Chris Hadfield, ex-astronauta da Nasa, já esteve no espaço três vezes e ficou conhecido na internet por fazer um cover de Space Oddity, clássico de David Bowie, diretamente do espaço. Nesta semana, ele foi convidado pela Vanity Fair para analisar filmes espaciais famosos e acabou demonstrando revolta com um deles em especial: Gravidade, de Alfonso Cuarón.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

De acordo com Hadfield, o longa que rendeu o Oscar de Melhor Diretor a Cuarón tem ótimos efeitos visuais, mas peca ao desrespeitar as leis da física (“um satélite passa zunindo a cerca de 160 km/h”) e, principalmente, na forma como retrata uma astronauta mulher - no caso, Ryan Stone, vivida por Sandra Bullock.


Leia também




“O astronauta mais experiente da história americana é uma mulher, é Peggy Whitson. Neste filme, Sandra Bullock é astronauta há menos de um ano. Quando ela se depara com um problema, está em pânico e não tem ideia do que fazer", critica. Hadfield também reclama que Matt Kowalski, personagem de George Clooney, seja retratado como um “cowboy do espaço” sabichão.

"Eu acho que isso passou a visão de uma ‘garotinha’, não de uma astronauta, e pode ter prejudicado uma geração inteira. Sandra Bullock fez um ótimo trabalho no filme, mas a personagem que escreveram para ela foi decepcionante. Ela precisa o tempo todo de George Clooney para salvar magicamente o dia e dizer a ela qual livro abrir para fazer a coisa certa", concluiu.

Confira a análise de Hadfield sobre Gravidade e outros filmes no vídeo abaixo (em inglês):





Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.