Astro de "Succession" detona Tarantino e Johnny Depp em livro

·2 min de leitura
BEVERLY HILLS, CALIFORNIA - JANUARY 05: 77th ANNUAL GOLDEN GLOBE AWARDS -- Pictured: Brian Cox, winner of the Best Performance by an Actor in a Television Series - Drama for
Brian Cox recebe o prêmio de Melhor Ator em Série de Drama no Globo de Ouro 2020 (Foto de Kevork Djansezian/NBC/NBCU Photo Bank via Getty Images)

Resumo da notícia:

  • Brian Cox, o Logan Roy da série "Succession", da HBO, detona colegas de profissão de livros

  • Entre os seus alvos, alguns nomes se destacam como Johnny Depp, Steven Seagal e Quentin Tarantino

  • "Ele foi um pop star melhor do que ator, isso com certeza pode ser dito", disse ele sobre David Bowie

Brian Cox, o Logan Roy da série "Succession", da HBO, lançou um livro de memórias intitulado "Putting the Rabbit in the Hat" ("Colocando o coelho na cartola", em tradução livre), ainda sem previsão de lançamento no Brasil. De acordo com o Los Angeles Times, o ator de 75 anos se destaca na destaca na publicação pelas críticas feitas a colegas de profissão.

O primeiro alvo de comentários ácidos é Johnny Depp. “Bem-apessoado, no entanto, eu tenho certeza que ele é. Ele é tão superestimado, muito exagerado. Quer dizer, Edward Mãos de Tesoura. Vamos encarar a realidade, se você aparece num filme com mãos como aquelas e pálido, com o rosto cheio de maquiagem de cicatrizes, você nem tem que fazer nada. E ele não fez. E depois daquele filme, ele tem feito ainda menos", analisou Cox.

Leia também:

Outro nome badalado a ser criticado foi o diretor Quentin Tarantino. “Eu acho o trabalho dele pura exibição de nada. É tudo muito superficial. Mecânicas de enredo em vez de profundidade. Estilo onde deveria haver mais substância. Eu saí do cinema na metade do Pulp Fiction…", escreveu o ator, fazendo uma ponderação. "Dito isso, se o telefone tocasse [com um convite para um dos filmes dele], eu faria", completou.

David Bowie, um gênio da música, não foi poupado por Cox... como ator. “Ele era um menino magricela, e também não era particularmente lá essas coisas como um ator. Ele foi um pop star melhor do que ator, isso com certeza pode ser dito", disse ele. Keanu Reeves, por outro lado, recebeu elogios, como de costume: "Ele é um ‘buscador’ que “realmente se tornou muito bom ao longo dos anos”, afirmou o ator sobre o Neo de "Matrix".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Por fim, Steven Seagal, parceiro de Cox em "Glimmer Man - O Homem das Sombras" (1996), recebeu comentários bastante severos. “Steven Seagal é tão ridículo na vida real quanto ele aparenta ser nas telas do cinema. Ele irradia uma serenidade estudada, é como se ele estivesse em um plano superior ao do resto de nós, e enquanto ele certamente está em um plano diferente, sem dúvidas sobre isso, mas eu provavelmente não diria que é superior, não.”, finalizou a estrela da HBO.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos