Astro de "Euphoria" relata que teve a sexualidade questionada por fazer teatro

Jacob Elordi na pré-estreia da série
Jacob Elordi na pré-estreia da série "Euphoria" promovida pela HBO Max FYC no Academy Museum of Motion Pictures em 20 de abril de 2022 em Los Angeles, Califórnia. (Foto: Emma McIntyre/WireImage)

Jacob Elordi revelou que teve sua sexualidade questionada ao entrar para o clube de teatro na época de escola. O astro de "Euphoria" falou sobre o assunto para a edição de setembro da GQ Magazine.

“Do momento em que fiz uma peça, eu fui chamado de gay na escola”, contou em entrevista à publicação. “Mas eu tinha essa abundância de confiança em mim mesmo. Porque eu podia fazer as duas coisas: eu era muito bom no esporte e acho que era muito bom no teatro”.

O ator relatou que a forma como lidou com a situação fez ele se sentir mais maduro: “Eu senti que estava acima disso [dos xingamentos], ou isso me fez sentir mais velho. Isso me fez sentir mais sábio. Nunca me preocupei que meus colegas pensassem que eu era menos homem.”

Deixando as críticas de lado, Elordi encontrou um lado positivo em estrelar as peças. “Há a coisa clássica de eu fazer peças com escolas femininas. Estou passando meus fins de semana com as mulheres mais bonitas da escola ao lado, lendo as palavras mais românticas já escritas”, acrescentou.

No papo, o astro contou que seu pai não entendeu como ele passou a fazer tanto sucesso e brincou ao falar sobre a nova fase de sua carreira: “Ele ainda está tipo: ‘Você vai filmar aquele filme que você beija? Na barraca?’”, perguntou, se referindo a trilogia “A Barraca do Beijo”, romance adolescente da Netflix. “Não, pai, eu estou fazendo bons filmes, eu juro”.