Assassinada, Maria Marruá retorna como onça para se vingar em "Pantanal"; entenda

·2 min de leitura
Juliana Paes vive Maria Marruá em Pantanal (Foto: Reprodução/ Globo)
Juliana Paes vive Maria Marruá em Pantanal (Foto: Reprodução/ Globo)

Os espectadores de "Pantanal" já testemunharam o emocionante reencontro entre Juma e a mãe, Maria Marruá, que foi assassinada mas retornou no corpo de uma onça para zelar pela segurança da filha.

Agora, com Juma longe do Pantanal e viajando ao Rio de Janeiro ao lado de Jove, Maria terá a oportunidade de retornar à tapeira para se vingar de Muda, responsável por encomendar sua morte. As cenas estão previstas para o dia 7 de maio.

Com a aparição da onça, Muda tentará se defender de Maria, sabendo que ela voltou para se vingar de sua morte. A personagem de Bella Campos encomendou a morte de Maria Marruá devido a uma disputa de terras iniciada no interior do Paraná, quando Gil, marido de Juma, assassinou o pai de Muda.

Virando onça

Em uma das cenas da nova temporada de "Pantanal", Tadeu (José Loreto) conta para Jove (Jesuíta Barbosa) sobre a lenda de Maria Marruá, a mulher que vira onça. Descrente, o jovem criado no Rio de Janeiro pede para conhecer a camponesa, e Tadeu explica que ela foi assassinada, mas que a filha, Juma (Alanis Guillen), permanece morando isolada da sociedade e compartilha do mesmo talento misterioso da mãe. Curioso, Jove pede para que Tadeu mostre a tapeira na qual Juma mora, e os dois são recebidos pela jovem com a espingarda em punho.

Sem medo, Juma aponta a arma na direção dos forasteiros, avisando para que eles fiquem longe de sua casa e suas terras. A cena foi feita para criar uma tensão no encontro entre Juma e Jove, que serão um casal no futuro da trama, mas na verdade mostra a vulnerabilidade e perigo enfrentados diariamente por Juma, que precisa se proteger de uma sociedade profundamente hostil, machista, e que trata mulheres como objeto.

Juma tem todos os motivos para ser anti-social e não querer nenhuma aproximação com os homens que trabalham na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira). A história da mãe, Maria Marruá, foi sofrida e

marcou a primeira temporada da novela. Em uma disputa de terras ao lado do marido, Gil, Maria tem os três filhos assassinados quando se desespera ao saber que está grávida de Juma. Com medo de perder a menina, ela se torna ainda mais desconfiada dos homens que rondam suas terras. Maria dá à luz Juma sozinha em uma canoa no meio do rio e, para proteger a menina, se torna onça diante do ataque sorrateiro de uma sucuri.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos