Ashley Judd diz que se encontrou com homem que a abusou

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Ashley Judd, 54, disse que se encontrou com o homem que a estuprou para ter uma "conversa sobre justiça restaurativa" anos depois. A afirmação foi feita ao podcast Healing with David Kessler, nesta terça-feira (26).

Judd contou que foi estuprada em 1999 e, anos depois, encontrou com facilidade o abusador. Segundo a atriz, eles se sentaram em cadeiras de balanço à beira de um riacho. "E eu disse: 'Estou muito interessada em ouvir a história que você carregou durante todos esses anos.' E tivemos uma conversa de justiça restaurativa sobre isso."

A atriz afirmou que decidiu compartilhar a história porque há muitas maneiras de curar a dor, que é um trabalho interno. "É importante lembrar aos ouvintes que eu não precisava de nada dele e que era apenas um sentimento que ele fez as pazes e expressou seu profundo remorso'', acrescentou Judd.

Apesar da conversa com seu abusador, a atriz disse que não precisava da cooperação dele porque ela teve a oportunidade de fazer seu trabalho de trauma, luto e cura. " Eu pude ter todas essas mudanças em minha própria consciência e me conectar nesses espaços de coalizão feminina com outras sobreviventes."

Em 2019, Judd disse que é "uma sobrevivente de três estupros" e lembrou, enquanto defendia os direitos ao aborto, como um desses incidentes levou a uma gravidez. "Estou muito agradecida por ter tido acesso ao aborto seguro e legal", disse ela na época na cúpula do Women in the World em Nova York.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos