As impressões sobre Corinthians e Palmeiras na Florida Cup

Times tiveram desempenhos razoáveis no torneio de pré-temporada.

Terminou a Flórida Cup para Palmeiras e Corinthians, na abertura da temporada. Tive oportunidade de acompanhar os quatro jogos disputados pela dupla paulista e já deu para notar algumas coisas.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

No Palmeiras, Felipe Melo pode ser um zagueiro muito bom. Apesar de ter perdido a antecipação para o atacante do New York City, no gol sofrido pelo time, Felipe tem capacidade técnica e inteligência para atuar nos atalhos, com bom posicionamento. Óbvio que precisa de mais tempo na função, mas pode dar conta do recado, sem problemas.

Leia também:

Dos garotos, gostei de Gabriel Menino, boa novidade da equipe para ser opção entre os titulares. Personalidade para tocar a bola e aparecer para o jogo, com qualidade. Também marcou bem, sem afobações. Dos experientes, a caminhada é longa para Ramirez, apesar do currículo. Depois de ficar quase um ano sem jogar, Ramirez ainda é uma boa lembrança do passado. Entre os meias, Lucas Lima mostrou mais vontade, nada mais do que sua obrigação. Em partidas mais importantes, está devendo muito e precisa provar comprometimento e interesse. O título do torneio foi importante para dar confiança a Luxemburgo, mas claro que o elenco precisa de reforços prontos, deixando a garotada como boas alternativas.

No Corinthians, Tiago Nunes deixou claro o que pretende. Equipe compacta, marcando forte e jogando bastante quanto tiver a bola. O treinador quer um modelo ofensivo e competitivo, com velocidade e transição, quesitos distantes no Corinthians de 2019.

Cantillo e Luan foram bem e são os nomes mais expressivos, sem risco de tremer com a pressão natural de atuar no Corinthians. O colombiano esteve à vontade e sabe jogar e marcar. Luan foi o melhor na estreia e dará alegrias aos torcedores, se for próximo ao Luan de 2017. Sidcley precisa entrar em forma e Davó é uma aposta. Ramiro melhorou e Janderson tem qualidade, apesar de “fominha”. Boselli é o melhor dos três centroavantes e merece a titularidade inicial. Gostei do atacante Madson, que chamou a bola nas duas vezes que esteve em campo, arriscando e tentando o gol. Pedrinho será titular, quando voltar da Seleção Pré-Olímpica, mas claro que o Corinthians irá se reforçar. Dois laterais, um zagueiro e um atacante são as necessidades, na opinião do blog.

Vamos ver com a bola rolando no Paulista e na pré-Libertadores. Se os dois se enfrentarem na fase de grupos, será espetacular.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter