As cifras e condições do empréstimo de Deyverson ao Getafe

Deyverson vai ficar emprestado até a metade do ano (Bruno Ulivieri/Agif)

O Palmeiras não vai lucrar com o empréstimo de Deyverson ao Getafe, da Espanha. O atacante, que já está em Madri, foi cedido de graça até o fim da atual temporada. Mas o contrato de empréstimo prevê algumas cláusulas que vão obrigar o time espanhol a comprar Deyverson caso sejam alcançadas.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Primeiro, é importante falar sobre as cifras envolvidas. O Palmeiras assegura que terá direito a 6 milhões de euros ou R$ 27,9 milhões apenas por sua parte, de 70% dos direitos econômicos. Os outros 30% são do Levante, que o vendeu ao Verdão em 2017 por 5 milhões de euros.

Leia também:

Já as metas que precisam ser alcançadas são três: 1ª classificação do Getafe para a Liga Europa; 2ª nove gols marcados; 3ª participar de 70% dos jogos do time daqui até o fim da temporada.

Tais objetivos, revelados ao Blog por uma fonte alviverde, são bem diferentes daqueles divulgados pela imprensa espanhola nas últimas horas. A notícia publicada em Madri dava conta de que o martelo seria batido por 5,5 milhões de euros por 100% dos direitos econômicos mediante duas metas: 10 gols ou 50% de presenças em partidas.

Importante: Deyverson foi um dos vários reforços contratados com ajuda da Crefisa. Ou seja, se conseguir vendê-lo na metade do ano, o Palmeiras praticamente não ficará com os 6 milhões de euros, já que precisa devolver 5 milhões, além de juros e correção monetária.

Antes do acordo com o Getafe, ele esteve na mira de um clube chinês, além de Internacional e Atlético-MG. Mas nenhum dos três se aproximou das cifras sugeridas pelo Getafe após o período de empréstimo.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter