Artista brasileiro reproduz obras de arte com sacolas de plástico

·1 minuto de leitura
Artista brasileiro Eduardo Srur reproduz obras de arte com sacolas de plástico

Por Pablo Garcia

SÃO PAULO (Reuters) - O artista brasileiro Eduardo Srur reproduz obras de mestres consagrados sem usar uma gota de tinta, e sim plástico recolhido em ruas e rios de cidades.

Para sua exibição mais recente, ele copiou Picasso, Van Gogh, Monet e Warhol para chamar atenção sobre a poluição causada pelo acúmulo de resíduos plásticos.

"Essas obras provavelmente vão perdurar muito tempo na história da humanidade, assim como o plástico que a gente joga de forma inadequada na natureza", disse ele à Reuters em seu estúdio em São Paulo.

Sua exposição, "Natureza Plástica", estreará na capital paulista no segundo semestre de 2021.

O artista trabalha na conscientização sobre o meio ambiente, criando instalações enormes em espaços públicos de São Paulo, muitas vezes às margens dos rios altamente poluídos da cidade.

Durante a pandemia de coronavírus, o foco de Srur voltou ao estúdio, onde trocou pincéis por um par de pinças, trabalhando em plástico colorido para compor imagens.

"Eu trouxe para esse momento contemporâneo, em que o plástico domina tudo e todos, e apresento essa série como natureza plástica" disse o artista.

"Uma produção que você não tem tinta, a não ser a que já foi processada no plástico pela indústria. Você não tem cola, é uma caixa que foi construída e lá dentro eu prenso e condenso, faço um acumulado de sacolas plásticas que acabam criando essa imagem que você vê."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos