Arthur Aguiar avalia mais de 23 traições: "Fui fazendo. Instintivo"

Patrick Monteiro
·3 minuto de leitura
Arthur Avellar foi casado por três anos com Mayra CArdi (Reprodução / Instagram @arthuraguiar)
Arthur Aguiar foi casado por três anos com Mayra CArdi (Reprodução / Instagram @arthuraguiar)

Arthur Aguiar está começando a viver uma leve abonança cerca de 10 após Mayra Cardi compartilhar um vídeo em que expôs os motivos de estar se separando dele. Ela o chamou de “abusivo” e contou que ele teve várias amantes, a última atualização fala de 23.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Não tinha noção do tamanho do problema. É como se eu estivesse vendo o problema assim (tapa os olhos com as mãos). E aí, quando ele foi exposto, e tudo foi sendo colocado, eu comecei a ver o problema e falei: ‘Caraca, o que eu fiz na minha vida? O que eu fiz comigo? Por que me coloquei nesse lugar? Por que fiz isso com uma pessoa maravilhosa e que se dedicou a mim e que me deu oportunidade de realizar o maior sonho da minha vida que é ser pai?’ Essa é a parada. Me sinto totalmente envergonhado. Muito, muito envergonhado”, disse o cantor ao colunista Leo Dias.

Leia também

Com receio até de sair de casa, por conta dos olhares de julgamentos, ele contou que agiu sem pensar nos três anos que esteve casado com Mayra Cardi. “Fui fazendo. [Uma coisa] instintivo. E não quero mais agir dessa forma. De jeito nenhum. Isso é muito claro pra mim. Um propósito real. Mas aí, você fala, você vai se envolver com uma pessoa. Sentiu vontade de ficar com uma outra estando com ela, o que você vai fazer? Eu tenho duas opções. A primeira é eu tentar resolver isso comigo. Levar pra minha terapia, tentar resolver comigo. Talvez eu não seja capaz. Mas uma coisa, eu sou capaz de fazer hoje: é chegar pra pessoa e falar: ‘Aconteceu isso aqui’. Isso é um ponto que a Mayra levantou pra mim, na época que a gente era casado. Ela falou: ‘Se um dia você sentir vontade de ficar com alguém, fala pra mim’. Mas antes de eu me relacionar com alguém, eu preciso, primeiro, ter um relacionamento comigo. Entender o que eu gosto, o que eu tenho vontade, o que eu quero pra minha vida, quais foram os meus erros. Absorver os meus erros, aprender de fato, internalizar eles. E isso, eu acho, vai ser no dia a dia. Não tem jeito”, reflete.

Arrependido e já enxergando tudo o que foi exposto com uma certa distância, ele avalia. “Me considero uma pessoa em processo (de amadurecimento), com muita vontade de fazer diferente por mim. Eu não quero mais isso na minha vida, eu não quero mais essa energia. É uma energia horrível. É um sentimento que, primeiro, você não sabe nem como começa. Depois, você vai entrando em um círculo vicioso de desequilíbrio total. E aí você já não sabe mais: como é que você para? Você começa a entrar em um ciclo muito louco e, a qualquer momento, sua casa pode cair. Você tem que ficar segurando uma história, um sentimento, um negócio… É horrível. Eu não quero mais isso pra mim”, profetiza.