Arquitetas orientam como escolher luminárias para mesas de jantar e bancadas

Rafaella Barros
·2 minuto de leitura

A iluminação é um dos principais componentes de uma decoração. Mas é preciso seguir algumas orientações que não estejam apenas relacionadas à beleza, mas também aos aspectos técnicos.

As arquitetas Liz Marina Moreira e Ritiane Leme, do estúdio Casa70, dão dicas para quem pretende instalar luminárias sobre mesas de jantar ou bancadas de cozinhas. Elas explicam que os materiais e as cores podem variar de acordo com o projeto, mas é importante que a peça escolhida agregue com a composição do ambiente e seja funcional.

— Existem alguns tipos de luminárias. Os mais comuns são: pendentes, lustres, trilhos e plafon. No caso do plafon, pode ser embutido, quando existe forro no teto, ou de sobrepor — esclarece Ritiane.

As especialistas destacam que no caso de bancadas destinadas ao preparo de alimentos, por exemplo, o ideal é que sejam utilizadas lâmpadas de cor branca.

— Além de auxiliar no foco e na concentração, a luz branca mantém a fidelidade das cores dos alimentos — explica Liz Marina.

Ainda sobre as lâmpadas para luminárias sobre bancadas da cozinha, as arquitetas recomendam as opções que tenham alto Índice de Reprodução de Cor (IRC).

— Essa informação é facilmente encontrada na própria embalagem, e indica o índice de fidelidade na reprodução da cor real. Lâmpadas com IRC acima de 80% já são ótimas escolhas — detalha Ritiane.

Para quem é fã de luz amarela, Liz Marina explica onde pode ser usada:

— Na sala de jantar ou em outros ambientes é mais agradável e aconchegante o uso de lâmpadas em cor amarelo natural.

Ritiane chama a atenção para outro aspecto importante das luminárias: a altura ideal entre a mesa ou bancada e a versão pendente.

— Acima de mesas e bancadas, a distância de instalação pode variar entre 70cm e 90cm, dependendo do modelo de luminária e das dimensões do móvel — diz.