Arnaldo Antunes resgata versões raras em relançamento do disco “Ao Vivo no Estúdio”

Guilherme Araujo
·1 minuto de leitura
Álbum chegou às lojas originalmente em 2007 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

O Prêmio TIM de Música ofereceu, em 2008, um troféu na categoria pop-rock a Arnaldo Antunes. O responsável por conferir a vitória foi o álbum “Ao Vivo no Estúdio”. Lançado como o primeiro DVD da carreira deste que é poeta urbano, o show chega às plataformas de streaming com set completo nesta sexta-feira (5).

Com 27 faixas no total (11 a mais do que havia sido disponibilizado até então), a estreia destaca uma lógica inversa de gravação, inimaginável para um período em que a indústria se voltava para frenéticas captações em espaços macro, abarrotados de gente.

Ao invés de registrar um show com centenas de pessoas, o cantor preferiu se cercar de um número restrito de espectadores e parceiros musicais. Com oito câmeras, se trancou em um estúdio.

Seria ele um precursor das lives? Talvez. O mais interessante, no entanto, é o fato de que esta experiência coloca o ouvinte em uma nova dimensão, em mais um desdobramento da brilhante obra de Arnaldo Antunes, que aqui recebe os Tribalistas Marisa Monte e Carlinhos Brown, Nando Reis e o Titã Branco Mello.

São versões delicadas e avassaladoras na mesma intensidade pra você ouvir, pensar e sentir. Porque no fim, a arte é sobre isso. Ouça em seu streaming favorito!

Spotify | Apple Music