Ariana Grande estava errada: arcebispo afirma que Deus não tem gênero

Arcebispo diz que Deus não tem gênero – Reprodução/Pixabay PublicDomainPictures

Um dos grandes sucessos de 2018, a música God Is A Woman, de Ariana Grande, grita no refrão que “você vai acreditar que Deus é uma mulher”. A faixa não saiu da boca do povo e muita gente curtiu a ideia de definir o grande criador com o sexo feminino.

Leia mais: Jesus foi uma ficção criada pelos romanos, diz teólogo americano

Mas um arcebispo de Cantuária, na Inglaterra, foi além e acaba de derrubar qualquer associação de gênero, afirmando que Deus não é homem nem mulher. “Deus não é homem ou mulher, não é definível. Toda linguagem humana sobre Deus é inadequada e metafórica em certo ponto”, diz Justin Welby.

Após mais de 2 mil anos, a sociedade ainda acredita veemente que Deus é homem, mas os tempos estão mudando. Uma pesquisa anunciou que 36% dos ingleses ainda creem que Deus é do sexo masculino enquanto 41% acredita que o criador não tem gênero. Já 3% dizem que que Deus tem “identidade humana diferente de gênero” e 19% não fazem a menor ideia.

O hit de Ariana Grande integra o grupo que soma 1% da população, afirmando acreditar que Deus, de fato, é uma mulher. Se buscarmos a resposta na bíblia, fica ainda mais difícil chegar a uma verdade absoluta. Na maior parte do livro, Deus é citado como homem, mas também há várias passagens que o definem como uma figura feminina.

Leia mais: Evangelho inédito revela que Jesus casou e teve dois filhos

É exatamente por isso que não é a primeira vez que a igreja faz essa afirmação. “Deus transcende a distinção humana entre os sexos. Ele não é nem homem nem mulher: Ele é Deus”, diz o catecismo da Igreja Católica de 1993. E você, o que acha?