Ariadna diz que Íris nunca pediu desculpas por transfobia: "Ela é leonina, orgulhosa"

Resumo da notícia

  • Ariadna respondeu os stories de Iris Stefanelli sobre a discussão das duas no reality 'No Limite'

  • Na época, Iris fez uma observação transfóbica e foi criticada nas redes sociais

  • Iris se recusou a pedir desculpas, e Ariadna comentou que a sister prefere manter seu orgulho do que aprender com ela sobre a experiência de uma mulher trans

Ariadna usou seu Instagram para responder os stories publicados por Iris Stefanelli a respeito da discussão de ambas no reality 'No Limite'. Na ocasião, Ariadna lamentou a falta de empregos para pessoas trans no Brasil e confessou que teve que recorrer à prostituição, e Iris disse que o preconceito existia apenas na cabeça da colega.

Em vez de se desculpar pela fala, Iris voltou a defender seu posicionamento transfóbico, e chegou a dizer que foi tão atacada nas redes sociais que seu irmão recaiu no uso de drogas. De acordo com a ex-BBB, Everton estava há sete meses sóbrio, mas não aguentou ver a irmã sofrer.

Leia também

"Na época que a Iris ficou sabendo da repercussão disso, ela me mandou uma mensagem que nem entendi direito, cheia de erros de português. Daí eu virei e disse: mulher, pede desculpas e essa história vai acabar. Só que a Íris é uma pessoa muito orgulhosa, leonina. Talvez pedir desculpas seja difícil. Quando eu erro eu assumo, e eu aconselhei ela a fazer isso. Inclusive deixei a minha disponibilidade a ensinar ela determinadas coisas, porque ninguém nasce sabendo. Em nenhum momento ela me procurou para isso", esclareceu Ariadna.

A sister explicou que o preconceito de Iris é muito comum no Brasil, e convidou novamente a colega a se desculpar para todas as pessoas trans por seu posicionamento equivocado.

"Quando nós falamos a nossa experiência e te fala do que aconteceu, que fui expulsa de casa e só isso que me salvou, o fato da minha transição, foi difícil demais. As pessoas não têm que opinar ou julgar dizendo que é coisa da nossa cabeça. Caberia a você se retratar e a história já teria morrido. Sinto muito que seu irmão tenha tido uma recaída, mas eu não tenho nada a ver com isso. Você tenta passar por cima disso, e é muito ruim. Te convido a pedir desculpas pelo que você falou".

Entenda o caso

No segundo episódio de 'No Limite', Íris e Ariadna discutiram logo após a tribo Carcará vencer a prova do privilégio. Ariadna explicou aos colegas a realidade de uma mulher trans no Brasil, e que foi obrigada a recorrer à prostituição devido ao preconceito e inexistência de empregos.

"Eu acho que as pessoas precisam tentar outras coisas, estudar", afirmou Íris. Calma, Ariadna explicou que a colega estava fazendo um julgamento de valor sem nunca ter passado pelas mesmas dificuldades. "Não julga, amiga. Você vive num conto de fadas, você tem mais privilégios. Eu colocava currículo daqui, dali, não arrumava nada. Eles viam que eu parecia um homem, daí você acha que eu fui pra onde? Pra esquina de onde morava. Eu não tive opção", desabafou.

— Íris Stefanelli 🌸 (@irisstefanelli) May 19, 2021pic.twitter.com/Pk9IxUhOXj

"Teve opção sim. Isso tá na sua cabeça. Eu até lavei roupa pros outros", rebateu Íris. Sem paciência, Ariadna explicou que o discurso da colega é transfóbico: Você não pode falar uma coisa quando não está dentro da realidade. Você é uma mulher branca, loira, cisgênero e dos olhos verdes". Elana e Zulu defenderam Ariadna, e logo a conversa morreu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos