Apresentador da Band detona Sikêra Jr. após LGBTfobia: "Se enxergue, filho do cão"

Resumo da notícia:

  • Jacson Damasceno, apresentador da Band, criticou as falas homofóbicas de Sikêra Jr.

  • "Quem é você perto do Paulo Gustavo", disparou Jacson

  • Jacson lembrou outros nomes como Cássia Eller e Cazuza, e ironizou que Sikêra Jr. só é conhecido por fazer dinheiro

Jacson Damasceno, apresentador da Band no Rio Grande de Norte, criticou diretamente Sikêra Jr. após o discurso homofóbico do colega. Jacson afirmou que Sikêra nunca fez nada de útil pelo Brasil, e que sua atuação não é nada comparada a nomes LGTBQ como Paulo Gustavo e Cássia Eller.

"Chega de em nome de Deus cometer violência, cometer agressão. O Deus que esses caras conhecem não é o meu Deus, o meu Deus ama, protege, abraça, ama infinitamente. Então, quero deixar um recado pra um colega nosso, o senhor Sikêra Jr. Não conheço, não gosto do trabalho dele. Além de dinheiro, o que o senhor construiu nesse tempo todo, desde que você explodiu pra cá com as suas palhaçadas que você faz? O que você trouxe de construtivo para o Brasil? Quem é você comparado a Paulo Gustavo?", disparou o apresentador.

Leia também:

Jacson relembrou outros nomes que orgulham o Brasil, e afirmou que o discurso de Sikêra deveria deixar de receber atenção em rede nacional.

"Quem é você comparado a Joãosinho Trinta, a Clodovil Hernandes, Cássia Eller, Renato Russo, Cazuza? Quem é você para dizer que alguém é desgraçado, filho do cão? Se enxergue, você é um velho, respeite seus cabelos brancos", completou.

Entenda

SikÊra Júnior usou o editorial do seu programa, o ‘Alerta Nacional’, exibido pela RedeTV!, para atacar a campanha do Burger King para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+. A campanha aborda filhos de casais da comunidade e como eles lidam com ter dois pais ou duas mães.

O apresentador pediu um boicote à lanchonete e esbravejou: “Vocês não têm filhos, não procriam, não reproduzem. Eu cheguei a seguinte conclusão: vocês precisam de tratamento. Que tara é essa de pegar as crianças do Brasil? Se você quer dar esse rabo, dê, mas não leve as crianças. Preconceito existe e isso nunca vai ser normal para um homem de bem, um homem de família.”

Pedimos ao Ministério Público que investigue este apresentador por homofobia, conduta que deve ser punida na lei penal. Liberdade de expressão não pode ser usada p/ cometimento de crimes, incitação à violência e ofensa à honra, à dignidade e à imagem. https://t.co/XJCJ0bt3kO— Fabiano Contarato (@ContaratoSenado) June 28, 2021

É importante ressaltar que preconceito contra pessoas LGBT é crime no Brasil. No mesmo entendimento dos crimes de racismo, a prática de LGBTfobia prevê reclusão de um a três anos e pagamento de multa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos