Apple quer colocar "câmera de submarino" em iPhone

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
A periscope poking out of the blue ocean. Very high resolution composite 3D render.
Periscópio é usado em submarinos, com espelhos internos paralelos em ângulo de 45°

Até 2023, os iPhones virão com uma câmera no estilo de um periscópio, aquele tipo de tubo com um sistema óptico que faz com que um submarino consiga ver a superfície. De acordo com o analista da TF Securities, Ming-Chi Kuo, agora a Apple vai correr atrás para se equiparar às concorrentes Samsung, Huawei e Xiaomi, que já tinha a tecnologia em seus smartphones. Antes ele acreditava que seria até 2022, mas agora mudou de ideia. As informações são do MacRumors

Leia também:

Em julho do ano passado, a imprensa focada nos aparelhos da Apple já falava que a empresa da maçã estava atrás coreana Semco, que fornece lentes de periscópio.

Hoje, os iPhones conseguem dar um zoom óptico de, no máximo, 2,5 x e zoom digital de 12x vezes. Já aparelhos mais recentes da Samsung, por exemplo, têm zoom de 100x.

O periscópio tem origem militar e começou a se usado em tanques de guerra para que se enxergasse os inimigos. Ao longo do tempo, ele permitiu um alcance mais longe e começou a ser usado em submarinos, com espelhos internos paralelos em ângulo de 45°.

O benefício maior se usar as lentes de periscópio é que elas conseguem aumentar o zoom dos smartphones, com fotos captadas a uma maior distância e sem precisar ir pra frente e para trás , diferentemente de uma teleobjetiva, que precisa de mais espaço.