Após Rock in Rio, PK leva show do Palco Favela para a Europa: "Vitória do rap brasileiro"

PK no clipe de
PK no clipe de "Qual É Dessa Mina". Foto: Reprodução/Youtube

Resumo da notícia:

  • PK embarca em turnê internacional após subir ao Palco Favelo do Rock in Rio

  • Em entrevista ao Yahoo, rapper fala sobre importância de ganhar espaço na indústria da música

  • Cantor ainda confessa que não descarta participação no "BBB"

Após se apresentar no Rock in Rio pela primeira vez, PK embarcou para terras internacionais a fim de levar a cultura da periferia para a Europa. Em turnê pela Irlanda, Portugal e Inglaterra, o rapper entregará o show do Palco Favela aos espectadores do exterior.

Em entrevista ao Yahoo, o dono do hit "Quando a Vontade Bater" abre o coração sobre a importância de subir ao palco do maior festival do Brasil. "A experiência no Rock In Rio foi incrível. Foi um momento de muita vitória para o rap brasileiro e o funk", afirma ao reconhecer a honra de ser reconhecido assim como Xamã, Matuê e outros nomes da edição. "Vários amigos meus da cena tiveram a oportunidade de tocar no festival, então, realmente, foi uma celebração da minha carreira e de todo cenário do rap e trap nacional", completa.

Turnê internacional

Embora não vise parcerias internacionais no momento, PK exalta a oportunidade de cantar para multidões europeias pela primeira vez. "Eu amo o estúdio e criar música, mas poder tocar ao vivo para o público é uma sensação indescritível. Levar a minha arte, das batalhas de rima do Rio de Janeiro, para a Europa, é sensacional. É o que eu sempre falo: mente milionária. Se você sonha com algo, então é possível realizá-lo", afirma.

Rap no Brasil

O cantor também reflete sobre o crescimento da audiência do rap na indústria brasileira, já que é um gênero que respira representatividade nas periferias. "Acho que estamos em evolução. Nos últimos dois anos vimos o rap decolar de maneira astronômica nas paradas brasileiras. Foi um momento que demorou bastante no nosso país especificamente, pois o rap já domina os Estados Unidos e vários países europeus", declara ele, que explica a influência do ritmo na vida de muitas pessoas.

"O rap é um gênero que vêm das ruas, da pura força de vontade da galera que quer subir de vida e fazer a diferença para sua família, comunidade e sociedade. Me sinto muito privilegiado por viver nesse momento atual da música e fazer parte deste movimento", acrescenta.

Big Brother Brasil?

Em meio à ascensão da carreira, PK acaba se deparando com especulações para participar de reality show. Inclusive, o cantor não descarta a ideia de virar um brother da casa mais vigiada do Brasil.

"Recebi até uma sondagem para participar do 'BBB 20', mas eu tinha que priorizar o trabalho e os contratos. Tenho um receio porque lá é muita exposição, sou uma pessoa bastante reservada", confessa. "Não descarto a possibilidade, mas também não é prioridade minha", completa.