Após perder a guarda de Josué, Sarah Poncio pode reaver contato com o menino

·2 min de leitura
Sarah Poncio tentou adotar o pequeno Josué (foto: reprodução / instagram @sarah)
Sarah Poncio tentou adotar o pequeno Josué (foto: reprodução / instagram @sarah)

Resumo da Notícia:

  • Sarah Poncio perdeu a guarda de Josué em dezembro de 2021 e pode reaver nas próximas semanas

  • A adoção do menino não teria seguido todos os tramites legais e por isso ele voltou para a mãe biológica

  • A influencidora era casada com Jonathan Couto quando adotou o menino e é mãe de outros dois

Uma reviravolta no caso de Sarah Poncio e o menino Josué pode acontecer nas próximas semanas. Isso porque a criança não estaria se adaptando bem à nova rotina familiar desde que deixou a mansão dos Poncio no Rio de Janeiro e se mudou para a casa da mãe biológica.

Myllena Costa, mãe do menino, fez uma live nas redes sociais neste domingo (30) e contou que prensava em abrir mão da guarda do menino já que ele não teria se adaptado à nova realidade. Mas em outra transmissão, horas depois, ela voltou atrás e não pensava mais no caso.

“Todo processo de adoção é feito no princípio do que é melhor para a criança, como Josué já possui um vínculo social e afetivo com Sarah, caso a mãe aceite concluir o processo de adoção, é o cenário mais provável”, esclareceu o advogado José Leandro Caldas à coluna Leo Dias. Ele é especialista em direito de família.

Mas o processo de guarda pode se complicar caso algum membro próximo à criança queira assumir a tutela. “A presença de uma avó ou qualquer outro familiar com proximidade do filho pode dificultar o processo de adoção para a antiga família, mas o juiz sempre proriza o que é melhor para a criança”, afirmou.

O juiz do caso também pode decidir sozinho o que entende ser o melhor para a criança. “Caso o juiz intérprete que seja necessário, ele pode retirar a guarda da mãe biológico e reiniciar um processo de adoção, como há um vínculo social e afetivo de Josué com sua antiga família é uma possibilidade de retorno”, apontou. O procedimento é comum para os casos de guarda.

O pior cenário do que um juiz poderia tomar e negar a guarda do menino para as duas famílias, com isso ele seria encaminhado para um lar temporário. “Caso a Justiça determine, Josué pode ser encaminhado para um lar adotivo, mas vendo o atual cenário, é muito pequena a chance disto acontecer”, concluiu.

Josué foi adotado por Sarah Poncio e Jonathan Couto em 2020 e desde então foi criado como filho pelo, hoje, ex-casal. Em 2021 a família biológica do menino entrou com um processo da retomada da guarda na justiça, que acatou o pedido em dezembro do mesmo ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos