Após panelaço, Alinne Moraes dispara: "Continuo com pensamento de pobre"

Foto: Reprodução/Instagram (@alinnemoraes)

Alinne Moraes foi uma das famosas que participou do “panelaço” contra o presidente Jair Bolsonaro na noite desta quarta-feira (18). A atriz postou uma foto de suas panelas amassadas após o protesto e recebeu críticas de apoiadores do chefe de Estado.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

No Instagram, ela desabafou após dezenas de comentários pedindo para que ela fosse lavar roupa ou limpar a casa. “Hoje sou privilegiada sim! Olha só, tenho essa cara bonitinha, mas sou filha de mãe solteira, era pobre, fazia da borracha da escola miolo de pão (para quem não sabe funciona bem para apagar) comi muita farinha em cima do macarrão porque não tinha queijo”, iniciou Alinne.

Foto: Reprodução/Instagram (@alinnemoraes)

Leia também

Ela contou que saiu de casa aos 12 anos para trabalhar e dar uma vida melhor para a mãe e a avó . Mesmo com o sucesso, não perdeu sua essência. “Troquei muita ficha de ônibus por bala enquanto andava sozinha aos 8 até a escola. Hoje sou privilegiada sim, mas continuo com o pensamento de pobre”, enfatizou.

Alinne ainda justificou que só conheceu seu pai quando ficou famosa na Globo. “Ai de você se tentar tirar uma vassoura da minha mão. Sei varrer muito bem. Talvez você não saiba porque nunca aceitei um arquivo confidencial! Preguiça”, finalizou a atriz.

Em 2018, Alinne contou em entrevista à revista ‘Contigo!’ que estava gravando a novela ‘Da Cor do Pecado’ quando seu pai a procurou. “Meu pai ligou para a Globo para poder me conhecer. Eu tinha 22 anos de idade. A Globo me ligou para saber se era verdade, eu fui conhecê-lo e tudo mais. Eu poderia pela minha formação ter entendido que não queria conhecê-lo porque ele nunca foi atrás de mim”, disse ela. O pai de Alinne morreu oito meses após conhecê-la.