Após música gospel, Whindersson Nunes esclarece: "Não sou pastor"

Foto: Reprodução/Instagram (@whinderssonnunes)

Whindersson Nunes e Priscilla Alcântara foram muito elogiados pelo lançamento da música ‘Girassol’ nesta quinta-feira (12). Alguns seguidores do humorista, porém, questionaram a ligação de Whindersson com a fé e a igreja evangélica. No Twitter, o youtuber desabafou sobre o trabalho.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente! 

“Não sou pastor nem psicólogo, ‘Girassol’ foi uma música que escrevi quando fui impactado pela morte de um amigo querido. Me fez refletir muito e eu não queria guardar esses sentimentos pra mim. Inicialmente, escrevi pra mim, pra me confortar, mas depois entendi que era para as pessoas”, iniciou o marido de Luisa Sonza, que compartilhou a primeira versão da música em novembro.

Leia também

Segundo ele, a canção tem o objetivo de mostrar que vale a pena cuidar de si mesmo e entender que ninguém é perfeito, mas sempre dá para ter um dia melhor que o anterior. “Nem sempre estamos num dia bom, mas a gente pode mudar o dia de alguém com uma atitude bacana”, prosseguiu o artista.

Whindersson revelou sofrer de depressão há alguns meses e a música, segundo ele, também trouxe conforto nesta área. “Hoje nós existimos, estamos aqui, por que não aproveitar com quem a gente ama, ver coisas novas, conhecer pessoas, tomar um banho de chuva, fazer qualquer coisa que te faz se sentir bem. Se hoje fosse meu último dia, por exemplo, eu queria ter gargalhado o dia inteiro!”, escreveu.

O humorista encerrou o desabafo pedindo para seus seguidores não acharem que ele é pastor porque vão se surpreender quando forem aos seus shows de humor. “Espero que não confundam uma música com uma pessoa e achem que sou um pastor porque quando chegar no meu show vai ver só putaria”, avisou.