Após morte de Paulo Gustavo, Tatá fala sobre fé: "Deus sabe o que é melhor"

Stefanie Gaspar
·2 minuto de leitura
Tatá Werneck está fazendo corrente de oração para a recuperação do
Tatá Werneck está fazendo corrente de oração para a recuperação do

Após muitas semanas de pedidos de orações, Tatá Werneck fez um post em seu Instagram na madrugada desta quarta-feira (05) lamentando a morte do amigo Paulo Gustavo, que morreu após complicações provocadas pela Covid-19. A humorista afirmou que a tragédia não afetou sua fé, e que continua acreditando em Deus.

"Sobre a minha fé: ela permanece 100%. Ter fé não é sobre ter o que vc pede, mas sobre acreditar que Deus sabe o que é melhor. Paulo tá difícil demais. Eu vou continuar te homenageando. Estamos no grupo vendo seus vídeos. Choramos e rimos. É um nível de amor que não se escreve em legenda", garantiu.

Leia também

Tatá também pediu que o público continue respeitando o isolamento social e as regras sanitárias da Covid-19, e que ninguém menospreze a pandemia e a força do vírus e suas mutações. "Por favor: antes de sair de casa para ir a uma festa: lembre do Paulo. Não deixe ter sido em vão. 400 mil vidas não podem ser em vão. Continuem rezando pelo Paulo. Ele está recebendo com certeza as orações".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Morre Paulo Gustavo, aos 42 anos, em decorrência da covid-19, nesta terça-feira (04) — mais uma vítima da doença que já matou mais de 400 mil pessoas no Brasil. O ator estava internado em um hospital particular do Rio de Janeiro desde o último dia 13 de março e pouco mais de 10 dias depois precisou ser sedado, intubado e monitorado na UTI.

O último boletim médico do ator foi divulgado às 21h12 para anunciar a morte. "Lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações."

"Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", diz o documento.

O corpo do ator será velado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no centro da cidade. A informação foi divulgada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal "O Globo".

Luta pela vida

O ator chegou a ser retirado da sedação no último domingo (2), e interagiu com o marido, o médico Thales Breta, e a equipe médica que o assistia. Mas teve uma súbita piora e precisou ser novamente sedado.

"À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade", dizia o boletim médico emitido na segunda-feira (3).