Após ir à “festa da Covid-19”, homem infectado morre por coronavírus

·2 minuto de leitura
Blue surgical mouth masks and colorful confetti. End of quarantine, lockdown and coronavirus Covid-19, open again, party, celebration and pandemic coronavirus over concept. Copy space
"Festas da Covid-19" são feitas por pessoas infectadas que querem comprovar que o vírus é real (Foto: Getty Creative)

Um homem de 30 anos que foi à “festa do Covid-19”, no Texas, Estados Unidos, morreu por coronavírus. Ele acreditava que a doença não era tão grave quanto a mídia está mostrando.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo informações do jornal britânico The Guardian, logo antes do rapaz morrer, ele disse à enfermeira que achava que tinha cometido um erro.

“Eu achava que isso (o coronavírus) era uma enganação, mas não é”, teriam sido as palavras do paciente. O relato foi feito pela médica Jane Appleby, chefe do Hospital Metodista, em San Antonio, onde o homem estava recebendo tratamento.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

“Não quero ser alarmista, mas estamos apenas tentando compartilhar alguns exemplos do mundo real para ajudar nossa comunidade a perceber que esse vírus é muito sério e pode se espalhar facilmente”, disse a médica.

Leia também

Jane Appleby explicou que as “festas Covid-19” são eventos feitos por pessoas que estão infectadas com o novo coronavírus para ver se o vírus é real e se algum dos convidados desenvolve a doença.

O paciente que morreu esteve em uma dessas festas em Houston, no Texas. Eventos do tipo foram verificados em outros estados norte-americanos, como Alabama e Kentucky.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.