Após fala de Bolsonaro, Leandra Leal lembra tragédia da Chapecoense: "Saudade do Brasil que chorava"

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
(Foto: Reprodução/Instagram/@leandraleal/EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
(Foto: Reprodução/Instagram/@leandraleal/EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Acostumada a protestar nas redes sociais, Leandra Leal usou o Twitter na manhã desta quarta-feira (29) para repercutir a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o número recorde de mortes em 24 horas pelo coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

“Eu tenho saudade do Brasil que chorava 71 mortos no acidente do avião com os jogadores da Chapecoense. Perdemos a capacidade de nos emocionar?”, questionou. “Hoje chegamos ao baixo ponto de ouvir ‘E DAÍ?’ do presidente da república pela perda de 5000 irmãos. Estamos errando muito”, completou a atriz.

Leia também

No ar em ‘Aruanas’, seriado que substituiu o ‘BBB’ na grade de programação da Globo, Leandra também questionou as hashtags em apoio ao presidente durante a madrugada.

“Questões fundamentais dos tempos modernos: de que vivem, como se alimentam e QUAL O FUSO HORÁRIO dos apoiadores do bolsonarismo pra gente ser obrigado a acordar todos os dias com uma hashtag de apoio que ganha corpo durante as madrugadas?”, escreveu.

Criticada nos comentários, a atriz disse que está “calejada de ofensas” desde 2015.

Assim como ela, Luana Piovani repercutiu a fala do presidente em suas redes sociais. A ex-mulher de Pedro Scooby disse que está estarrecida e triste com o que anda acontecendo no Brasil. “Alguém sabe de alguma possibilidade de fazermos algo ainda dentro da ética? Fora Bolsonaro”, publicou.