Após estreia no Lolla, Lagum fala sobre próprio festival: "Teletransporte para nossa atmosfera"

Banda Lagum no Lollapalooza Brasil. Foto: Reprodução/Instagram
Banda Lagum no Lollapalooza Brasil. Foto: Reprodução/Instagram

Resumo da notícia:

  • Após estreia no Lolla, Lagum fala sobre próprio festival: "Teletransporte para nossa atmosfera"

  • Em conversa com o Yahoo!, os mineiros comentaram sobre a proposta de lançar a "A Ilha"

  • Pedro Calais ainda abriu o coração sobre a experiência de cantar no Lollapalooza

Uma semana após subir ao palco do Lollapalooza Brasil, a banda Lagum foi recebida pela euforia de cerca de 3 mil fãs ao se apresentar novamente em São Paulo, em show na Audio, no último sábado (02). Em conversa com o Yahoo! no camarim, o grupo comentou sobre a experiência de cantar no evento e falou sobre o anúncio do seu próprio festival, marcado para acontecer em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Isso porque a banda pegou o público de surpresa ao divulgar A Ilha para o próximo dia 25 de junho com atrações ainda em mistério. “Eu posso abrir o coração e falar que é uma vontade que a gente tinha há muito tempo e, por sorte, a gente trabalha com um escritório que tem uma expertise muito grande em festival. Conseguimos somar força e finalmente trazer isso para o mundo", declarou o guitarrista Jorge ao contar que conseguiram trocar uma data no estádio Mineirão para poder realizar o festival.

Em uma cidade que recebe vários festivais como Breve, Sarará e Planeta, a Lagum quer passar a sua energia por um dia inteiro de música em um evento próprio. "Espero que a galera consiga capturar, sentir e viver um dia naquilo que a gente propôs que é A Ilha, que é um conceito metafórico que a gente trabalha há muito tempo, que é justamente o nosso logo e o que ela representa para gente", completou o músico sobre a banda que surgiu de uma reunião de amigos ao redor de um lago em Minas.

"É um pedacinho de lugar transportado quando você ouve a nossa música. Espero que o festival seja um teletransporte para a galera curtir um dia com atrações que a gente acredita que tem a ver com a nossa atmosfera", concluiu Jorge sem poder dar mais detalhes sobre o evento.

Questionado sobre ter feito parte do line-up do Lollapalooza, o vocalista Pedro Calais comentou sobre a conexão que a banda tem com o festival. “Era um sonho nosso desde que a banda começou. É um evento que tem uma representatividade muita grande principalmente para bandas", iniciou o cantor. "É um festival que tem muito feat com a gente por sermos uma banda que começou em uma cenário alternativo e construiu a parada com as próprias mãos. Então, a gente almejava isso" completou.

Depois de ter passado pelo desafio, o músico comemorou ter sido o "meio-dia" mais cheio dos três dias de evento. "A gente recebeu a notícia: 'vocês vão tocar no Lollapalooza’ e a gente vibrou. Mas aí soubemos que era domingo e meio dia. A gente foi ficando louco. Estávamos com medo do que nos aguardava ali no público, mas foi uma surpresa muito sinistra porque estava lotado. É uma realização gigante", relatou.

Pedro ainda ressaltou a importância de ser recebido por uma multidão de devotos pela sua música. “A gente é uma banda de trazer pessoas, de contato físico e não só números. Isso [show lotado no Lolla] foi uma realização sinistra de bater no peito e ter orgulho de tudo o que a gente construiu e ao mesmo uma realização de sonho de tocar nesse festival”, concluiu.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo: