Trump faz teste de coronavírus e proíbe voos do Reino Unido aos EUA

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante coletiva de imprensa neste sábado (14) na Casa Branca. Foto: REUTERS/Yuri Gripas

Durante uma coletiva de imprensa na tarde deste sábado (14), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que fez um teste para saber se está com o coronavírus, horas após dizer a jornalistas que “não precisava” passar pelo teste.

Trump declarou que fez o teste na noite da última sexta-feira (13) e que espera os resultados em “um ou dois dias”. Antes de entrar na sala de imprensa da Casa Branca, o presidente teve sua temperatura checada por médicos e disse estar “normal”.

Leia também

Na sexta, um médico da Casa Branca disse à imprensa norte-americana que Trump não precisava fazer o teste de covid-19 mesmo após ter se encontrado com portadores do coronavírus, entre eles o secretário de comunicação do governo de Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten.

No mesmo dia, o presidente dos EUA declarou que “provavelmente” faria o teste, mas que não precisava. Além de Wajngarten, Trump teve contato com outros nove oficiais de diferentes governos e da própria equipe que testaram positivo para o covid-19.

A pressão para que Trump fizesse o teste aumentou depois que o canal norte-americano Fox News noticiou que o presidente brasileiro teria testado positivo para o vírus - informação que foi mais tarde negada por Bolsonaro.

Além de anunciar que fez o teste de coronavírus, Trump também anunciou que vai proibir todos os voos do Reino Unido e da Irlanda para os EUA, ampliando o banimento de voos de toda a Europa anunciado durante a última semana, a partir de segunda-feira (16).

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.