Após revolta de Carlos Bolsonaro, internautas lembram que ele e o pai também já desejaram morte de Temer e Dilma

·3 minuto de leitura
Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images
Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images

Assim que surgiram os rumores de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria sido infectado pelo novo coronavírus, a hashtag “#ForcaCovid” entrou para os trendings topics, a lista de assuntos mais comentados do Twitter. O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) ficou revoltado ao ver as mensagens pedindo a morte do pai e criticou o silêncio das autoridades, que não haviam se manifestado até aquele momento.

"A imensa quantidade de pessoas pedindo a morte do chefe do Executivo neste momento deveria ser motivo de solidariedade imediata dos líderes dos outros poderes, mas o que vemos novamente é a seletividade da indignação e ninguém chama os tais 'desumanos' de robôs. Não terão êxito!", postou ele.

Leia também:

A reação da internet ao tweet do vereador foi imediata, tanto que o termo "Carluxo", apelido dele, foi parar nos TTs nesta terça-feira (07). Os internautas lembraram as vezes em que Carlos e seu pai fizeram o mesmo: desejaram a morte de adversários ou ironizaram doenças que eles enfrentavam. Foi muito republicada a foto em que o vereador aparece fazendo gesto de coração em frente a um muro pichado com as palavras "Morte Temer", em referência ao ex-presidente Michel Temer.

O ator Gregório Duvivier foi um dos que lembraram a frase de de Jair Bolsonaro quando a ex-presidenta Dilma Rousseff batalhava contra um câncer e sofria o processo de impeachment: "Espero que saia; infartada, com câncer, de qualquer jeito". Carlos também debochou de Dilma no dia da morte da mãe dela.

Muitas pessoas, entre elas o ator José de Abreu e a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP), resgataram um tweet antigo de outro filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), publicado quando a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) foi infectada pelo novo coronavírus. Na ocasião, o zero três postou: "Não sabia que coronavírus dava em porco também…." - Hasselmann ganhou dos opositores o apelido de Peppa Pig, porquinha que é personagem de um desenho animado.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Ministro da Justiça quer investigar jornalista

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, informou que vai solicitar à Polícia Federal (PF) abertura de investigação com base na Lei de Segurança Nacional para apurar a publicação do artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra”.

Pelo Twitter, Mendonça disse que as liberdades de expressão e de imprensa são direitos fundamentais, mas “tais direitos são limitados pela lei” e não são absolutos.

“Diante disso, quem defende a democracia deve repudiar o artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra”. Assim, com base nos artigos 31, IV; e 26 da Lei de Segurança Nacional, será requisitada a abertura de inquérito à Polícia Federal.”

Os artigos citados por André Mendonça conferem ao ministro da Justiça a prerrogativa de solicitar à PF a instauração de inquérito e estipulam pena de 1 a 4 anos de prisão para quem “caluniar ou difamar o presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação”.

***Com informações do Extra e da Agência Brasil

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.