• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após manifestações pró-Bolsonaro, Fátima Bernardes se revolta: "Fome, desemprego, 600 mil mortes"

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Fátima Bernardes deixou claro sua revolta com as manifestações pró-Bolsonaro no feriado de 7 de setembro. Mesmo sem citar o governo federal, Fátima afirmou que os brasileiros precisam pensar no futuro, e classificou as manifestações como anti-democráticas.

"Que país é esse com inflação em mais de 7%, quase 20 milhões passando fome, desemprego em alta, pessoas passando necessidade porque não existe emprego. Um país com mais de 600 mil mortos pela pandemia, um país com crise hídrica e sanitária", disparou.

Leia também:

Para a apresentadora, existem questões muito mais importantes no momento que merecem reinvindicações nas ruas. "Por que estimular ações anti-democráticas, se temos tantas reivindicações mais justas? Por mais emprego, mais comida, menos inflação, respeito aos diferentes, menos desmatamento, menos desigualdade? Precisamos pensar o que queremos para o nosso país no futuro".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos