Após internação, Anitta tranquiliza fãs: 'Tudo certo, segue o baile'; cantora confirmou que a agenda de shows será mantida

Após a notícia de que havia sido internada, a cantora Anitta usou sua conta no Twitter para se pronunciar sobre seu estado de saúde. "Já, já eu volto pra casa. Amanhã tem show. Tudo certo, e segue o baile", escreveu a cantora, nesta quinta-feira (1º). "Tá tudo bem, gente... Tudo certo", acrescentou a funkeira.

Na manhã desta quinta-feira, Anitta deu entrada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratar um problema de saúde que não foi revelado. Recentemente, a cantora estava em uma viagem pelo Japão.

Na última quarta-feira (30), a cantora lançou um EP de surpresa. Chamado "À procura da Anitta perfeita", o álbum é gravado totalmente em português e conta com sete músicas, sendo cinco parcerias com Maiara & Maraisa, Costa Gold & Rafinha RSQ, Wesley Safadão, MC Dany e Hitmaker, Lexa, Pocah e Rebecca.

Em julho deste ano, a cantora Anitta revelou que recebeu um diagnóstico de endometriose. Semana depois, ela precisou passar por um procedimento cirúrgico para tratar o problema. A funkeira foi internada em outras ocasiões.

A artista acreditava sofrer de um quadro de cistite recorrente, uma infecção que acomete a uretra provocada por uma bactéria, depois de nove anos com fortes dores após as relações sexuais. No entanto, ela conta que os exames não indicavam a presença de microrganismos na região, o que levou sua médica a optar por uma ressonância, que detectou a endometriose no último mês.

— A primeira vez que eu tive essa crise na minha vida foi gravando o clipe do Show das Poderosas — contou a cantora em entrevista ao "Fantástico". — Parecia que eu ia morrer. No making of, eu paro, respiro, penso: "meu Deus, eu vou conseguir gravar, dançar?". E aí eu fui e gravei até o fim, mas logo de lá da gravação do clipe eu fui direto para o hospital, com dor.

Anitta levou quase uma década para descobrir o motivo da dor: "Já cheguei a tomar antibiótico por 6 meses, sem parar. Tomei de tudo quanto foi remédio", revelou.

A endometriose acontece quando o endométrio, um tecido que reveste a cavidade do útero, começa a migrar pra fora do órgão, em direção aos ovários e à cavidade abdominal. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 26.500 mulheres foram atendidas com o diagnóstico da doença em 2021, enquanto 8 mil chegaram a realizar alguma intervenção cirúrgica.

A falta de informação e a demora no diagnóstico foram os motivos que levaram a cantora expor seu quadro publicamente.

— Hoje tudo que eu falo tem um alcance muito grande. A minha vontade era só de trazer uma melhoria para as mulheres no geral. Mais informação para que as coisas mudem— afirmou Anitta.