Após fala de Mainardi, Cultura diz que acionou produtora do Manhattan Connection

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A TV Cultura afirmou nesta quinta-feira (29) que já acionou a produtora do Manhattan Connection para que medidas sejam tomadas após Diogo Mainardi agredir verbalmente o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakay.

"A TV Cultura não concorda com o ocorrido e já tomou providências junto à empresa produtora do Manhattan Connection", diz, em nota, a emissora sem especificar quais medidas seriam tomadas.

O programa desta quarta (28) trouxe a participação de dois convidados. Na primeira parte, o apresentador e humorista Fábio Porchat abordou a liberdade de expressão. Na sequência foi a vez do advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, que debateu sobre as últimas decisões do STF (Superior Tribunal Federal).

No final da edição, Mainardi xinga o advogado com palavras de baixo calão. "Como diria Olavo de Carvalho, vai ...", disse o jornalista, que teve a fala cortada por um sinal. Na leitura labial, porém, é possível identificar a frase "vai tomar no c...".

A declaração aconteceu após Lucas Mendes, âncora do programa, agradecer a presença de Kakay no Manhattan Connection. Pedro Andrade e Caio Blinder compunham a bancada da atração.

Em sua coluna no site Antagonista, Diogo Mainardi afirmou que o xingamento se referia a algo que havia sido dito na primeira parte do programa. "O 'convidado' era Kakay, que durante o programa vaticinou a prisão de Sergio Moro. O xingamento era uma referência singela a algo que foi dito na primeira parte do programa, por Fábio Porchat."

Manhattan Connection estreou na TV Cultura no dia 20 de janeiro de 2021, data da posse do 46º presidente dos EUA, Joe Biden, após passagem pelo GNT (1993-2011) e pela GloboNews (2011-2020.).

O programa está disponível no vídeo https://www.youtube.com/watch?v=EK7SDpkfrM4